altOs impasses em efetivar funcionários especializados dificultam a assitência prestadada pela  Associação dos Deficientes Físicos de Ponta Grossa (ADFPG) aos seus frequentadores. A entidade oferece tratamento fisioterapêutico, fonoaudiológico, psicológico e clínico geral.

A alta rotatividade dos funcionários prejudica o andamento dos tratamentos e reflete na convivência entre os participantes das atividades. Segundo a assistente social da ADFPG, Ana Teresa da Cruz, os funcionários que atendem aos usuários da entidade são pagos com verba recebida do convênio firmado com a Secretaria Municipal de Saúde, mas os contratos dos profissionais tem validade de apenas um ano.

A Secretaria Municipal de Saúde justifica que a verba é garantida anualmente, mas a contratação de profissionais da rede pública não é permitida pelo Tribunal de Contas e o oferecimento dos especialistas caracterizaria favorecimento à associação.
 
A frequente troca de fonoaudiólogos e principalmente de fisioterapêutas reflete diretamente no desenvolvimento dos pacientes. A fisioterapeuta Fabiana Ferreira dos Santos, que trabalhou na associação por duas semanas, descreve os danos no tratamento decorrentes dessas mudanças. “Eles  (os pacientes) demoram a pegar confiança e quando a evolução está acontecendo a interrupção atrapalha”. Fabiana conta que cada deficiente tem uma necessidade específica que precisa ser compreendida e acompanhada pelo profissional.

A associada Regiane de Paula frequenta a ADFPG há cerca de 10 anos e utiliza o serviço fisioterapêutico. Ela também considera que a troca frequente de especialistas atrapalha o tratamento:  “A troca prejudica bastante porque cada fisio tem um jeito diferente e sempre que entra alguém novo temos que começar do zero”, diz.

São atentidos pelos serviços especiais da ADFPG cerca de 190 pessoas, das quais 32 referentes a Fonoaudiologia, 45 a Psicologia e 110 a Fisioterapia. No caso da fisio a lista de espera chega a 30.

Arquivo comunitário
25/09/2008 -  ADFPG oferece atividades físicas e artísticas para cadastrados

 alt