apacd-1-19-12-11A instituição foi criada em 1975 para ajudar as pessoas que sofriam de poliomelite. Hoje, com a doença erradicada no país, ela se destina a auxiliar quem tem paralisia cerebral.

Pessoas de todas as idades são atendidas pelas ações da entidade

Associação enfrenta dificuldades e desafios

Laboratório de informática adaptado está aberto à comunidade

 

A Associação Pontagrossense de Assistência à Criança Defeituosa (APACD) é uma das entidades que auxiliam pessoas com necessidades especiais na cidade. Realiza um trabalho complexo, já que as dificuldades são enormes, pois cada paciente tem múltiplas deficiências e graus de limitações diferentes, o que exige um esforço maior de quem ajuda na instituição.

A paralisia cerebral é uma lesão que atinge o cérebro todo ou partes dele, e é causada pela falta de oxigenação no cérebro na hora do parto, consequência de partos feitos de forma errada ou sem qualquer assistência médica.

Isso causa danos irreversíveis como a perda dos movimentos, dificuldade na fala e na audição e retardo mental. Com o acompanhamento correto, como o que a APACD faz, é possível ter um avanço no tratamento e ter alguma melhora nas funções, entretanto não há cura para esse tipo de lesão.

Com o aumento das ações sociais buscando a inclusão social, a APACD atua de diversas formas com os 227 alunos matriculados. São desenvolvidos programas como aulas, fisioterapia para reabilitação motora, comunicação alternativa com tecnologia própria, fonoaudiologia e oficina ortopédica.
 
Próximo bloco: Pessoas de todas as idades são atendidas pelas ações da entidade