Os paratletas que frequentam a Associação de Pais e Amigos do Deficiente Visual (APADEVI) necessitam, com urgência, de guias de corredores para corridas de 100, 200 e 400 metros. Os atletas que treinam em Ponta Grossa dependem de apenas um guia para corredores deficientes e treinar aproximadamente seis paratletas.

Na última sexta-feira (28), a Associação de Pais e Amigos do Deficiente Visual (Apadevi) realizou atividades de comemoração ao carnaval com crianças e adultos. As folias aconteceram de manhã e a tarde nas duas sedes da associação.

Estudantes cegos e com baixa visão são impedidos de frequentar as aulas no Conservatório Maestro Paulino devido a falta de professores capacitados para este atendimento.

Associação do Pai e Amigo do Deficiente Visual (APADEVI) oferece oficina de bijuteria para alunos. Alguns, inclusive, já pretendem abrir um negócio para ter renda própria.

Até julho de 2013, havia 15 mil pessoas na "fila de espera" para cada médico oftalmologista. Mesmo assim, os portadores de necessidades especiais não tem prioridade no atendimento.