No terceiro final de semana de novembro (21 a 23/11), o time de basquete sobre rodas da Associação Pontagrossense de Emancipação para Deficientes (APEDEF), conhecido como Tubarões, venceu a última etapa da Divisão A do Campeonato Paranaense de Basquete sobre rodas. As finais aconteceram na cidade de Foz do Iguaçu.

Dos 11 jogos disputados na competição, os Tubarões/MM/APEDEF/Fundesp venceram todos. No último final de semana, a equipe de Ponta Grossa enfrentou o IFL de Londrina; a Harpia da Fronteira, de Foz do Iguaçu e a Associação dos Deficientes Físicos do Paraná (ADFP), de Curitiba.

Com 186 pontos em 11 jogos, o atleta Vinícius da Luz, dos Tubarões, recebeu o prêmio de cestinha e de destaque da competição. Além disso, ele fez parte da seleção do campeonato. Desde 2008 na equipe pontagrossense, Vinícius explica o bom rendimento do time nos jogos. “A conquista do título foi fruto de um trabalho de anos. E um dos pontos positivos que contribuiu para o título foi a defesa. Treinamos muito forte nossa defesa e isso deu resultado”, conta.

Presidente da Federação Paranaense de Basquete em Cadeira de Rodas (FPRBCR) e técnico da equipe dos Tubarões/MM/APEDEF/Fundesp, Ben Hur Chichonato destaca a importância do título para a cidade princesina. “Colocamos Ponta Grossa num patamar diferenciado, servindo como referência da modalidade em nosso estado”, explica.

Além disso, o treinador revelou o segredo do sucesso do time dos Tubarões nas competições. “O grande sucesso desse projeto é tratar o deficiente físico como uma pessoa plenamente normal, pois foram tiradas algumas possibilidades físicas, e não mentais. Aqui ninguém trata ninguém com pena, mas sim com objetivos. O basquete em cadeira de rodas dos Tubarões/MM/APEDEF/Fundesp certamente é um orgulho para Ponta Grossa”, conclui.

A conquista acontece no ano em que a APEDEF deixou de ser exclusivamente uma associação atlética para se tornar também um lar de acolhimento para pessoas com deficiência.

A manutenção do título comprova o que os responsáveis pelo grupo sempre defendem: que a entidade ainda está aberta para os esportes. “Nos tornamos uma associação de apoio, mas os esportistas ainda vão encontrar aqui o mesmo espaço que antes”, afirma a assistente social da instituição, Salete Miranda.

Segundo o site da federação, o Campeonato Paranaense de Basquete em Cadeira de Rodas é o segundo maior em número de equipes no Brasil, com nove competidores.