O Conselho da APP-Sindicato definiu o dia 20 de junho como prazo para que o Governador Beto Richa (PSDB) atenda as reivindicações dos professores e funcionários da rede estadual de educação. A implantação dos 30% da hora-atividade, o novo plano de saúde, como tambémo  pagamento das promoções, são os principais pontos cobrados.

 No dia 28 de maio, os professores foram até a Assembleia Legislativa para impedir que o governo parcelasse o pagamento do Piso Nacional Salarial Profissional do Magistério para os educadores. 

A mobilização fez com que o governo recuasse, efetuando o pagamento em uma única parcela. De acordo com a APP-Sindicato, o dia 20 de junho ficará marcado como o Dia da Luta pelo respeito à educação. Os professores realizarão debates nas escolas com os funcionários, pais e estudantes.

Arquivo Comunitário:

28/09/2012 - Professores em busca de melhores condições de trabalho