Os deputados da Assembleia Legislativa Estadual do Paraná (ALEP) se reúnem nesta terça-feira, dia 4, para discussão do Projeto de Lei 434/2014, que prevê a prorrogação do mandato dos diretores de escolas públicas estaduais. A Associação dos Professores do Paraná (APP-Sindicato) se posicionou contra a aprovação.

 

O projeto, que pretende suspender as eleições e prorrogar por mais um ano o mandato dos atuais diretores, já havia sido discutido em reunião da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia, na última quarta-feira, 29. Porém, devido à falta de quórum suficiente, não pode ser votado.

A presidente do Núcleo de Ponta Grossa da APP, Vera Morais, afirma que o sindicato se posicionou contra a aprovação do Projeto de Lei 434/2014. Vera enfatiza que o Governo Estadual já havia mandado o edital para novas eleições de diretores, e as escolas já se organizaran.

“Estava tudo encaminhado: candidatos inscritos e comissão eleitoral formada. Depois do trabalho que tivemos para organizar, o governo quer simplesmentes supender as eleições. Entendemos que a lei precisa de mudanças e atualizações, desde que não sejam feitas no meio do processo eleitoral como está sendo agora”, explica.

Roseli Carvalho é professora de uma das escolas públicas estaduais de Ponta Grossa e também é contra a aprovação do projeto. “Se iam propôr essa prorrogação dos mandatos, então que nem tivessem enviado o edital para organização das eleições”.

De acordo com a Assessoria de Comunicação do Governo Estadual do Paraná, as eleições para novos diretores nas escolas públicas estaduais estão suspensas até que o Projeto de Lei seja votado, pela Assembléia, nesta terça.

Arquivo comunitario
03/09/2014 - Professores realizam tradicional Marcha de Luto e Luta da Educação Pública