A Associação Artesanal do Excepcional (Assarte) está assumindo a diretoria da antiga instituição Lar Odilon Mendes, que abriga vinte meninos de várias idades com deficiência intelectual e transtornos de alta complexidade, atualmente localizada na Vila Estrela. Entre as medidas iniciais, está a mudança da sede para o Centro e reestruturação do quadro de funcionários.


A diretora da ASSARTE Roseli de Souza conta que o antigo instituto que oferecia assistência ao Lar Odilon Mendes trabalha com várias outras entidades e informou ao Conselho de Atendimento de Ponta Grossa que não poderia mais continuar administrando o Lar Odilon Mendes. Assim, a Assarte foi convidada a assumir a instituição e, em uma reunião com a diretoria, aceitou a proposta, dado que já possuía alguns vínculos com o Lar.


Roseli conta que mesmo sendo realizado um diferente tipo de trabalho entre as duas instituições, devido aos graus de complexidade dos alunos, a Assarte se dispôs a acolher os meninos que habitam no Lar Odilon Mendes.


Segundo a diretora da Assarte, Marilia Veiga, as duas instituições permanecerão em prédios separados. Durante dois meses, o antigo Lar Odilon Mendes estará situado na Vila Estrela.


Logo depois, a Assarte transferirá a instituição para um novo endereço no centro que, por enquanto, está em reforma. A instituição agora passa a se chamar Lar Angelo Sebastião Andrade e Guilherme Cavina.


Apesar de o novo lar já estar funcionando normalmente desde o dia 31 de janeiro, Marilia conta que quadro de funcionários ainda precisa ser completado. Roseli diz que apesar de ser um novo desafio eles estão conseguindo manter essa nova instituição normalmente.


“Estamos fazendo campanhas para arrecadar produtos para o lar”, ela conta. Quem quiser fazer doações, pode procurar os prédios da Assarte.


Arquivo Comunitário
02/04/2015 - Assarte Ponta Grossa realiza bazar beneficente para arrecadar fundos
04/12/2013 - Entrevista com Marília Weiber - Coordenadora da Assarte