astrama4-20-12-11A Associação de Trabalhos Manuais (ASTRAMA) foi formada a partir do reconhecimento da necessidade de formar uma personalidade Jurídica. O projeto é focado no trabalho de reassociação dos egressos da penitenciária e na inclusão de pessoas em vulnerabilidade social.

Como associação, tem buscado firmar parcerias para ampliar seu trabalho. A partir desse mês, conta com a ajuda do Centro de Ensino Superior dos Campos Gerais (CESCAGE).
 
O diácono Petit conta que, no principio, a ASTRAMA procurou o CESCAGE com o intuito de obter alguns materiais para o trabalho na marcenaria. Depois de uma conversa com a coordenadora dos projetos de extensão da instituição, Cristiane Ansbach Pereira, o presidente da ASTRAMA viu que uma parceria poderia ser proposta.

Petit revela estar animado com essa nova parceria. "Vamos poder trabalhar de uma forma mais organizada na parte administrativa, com pessoas que entendem do assunto".

A coordenadora do CESCAGE conta que a parceria se realiza em benefício das duas partes, de forma que os alunos e associação ganham com isso, os alunos com a prática e a associação com o auxílio.

"Os alunos (do curso de construção de edifícios) estão fazendo um planejamento, estamos pensando em construir uma casa ecologicamente correta". Petit descreve que um dos principais benefícios será a confecção de um portfólio de produtos, que facilitará o contato com os clientes da marcenaria.

EDITORIAL: Oportunidade de ressocialização

Bloco anterior: Em 2012, muda o processo de seleção de trabalhadores