Além de fabricar tijolos ecológicos e possuir uma oficina de costura, a Marcenaria do Astrama também faz móveis para venda.

A Associação de Trabalhos Manuais São José atende pedidos de encomenda de móveis em madeira. O dinheiro ganho com a produção da mobília como armário, camas, entre outros objetos é destinado à manutenção da entidade e dos funcionários do local.

Quem faz os projetos dos móveis e também os desenha é o marceneiro Adão Rodrigues. Quando o numero de pedidos aumenta, Adão tem ajuda de 3 a 6 auxiliares, inclusive Maristella Santos Ferreira, que trabalha no acabamento há mais de dois anos. “

É muito bom trabalhar na construção dos móveis, eu gosto muito do que faço”, completa. A Marcenaria faz vários tipo de móveis como armários, camas, mesas, cadeiras, assim como móveis planejados e mais elaborados.

Além dos pedidos da popoluação em geral, o coordenador do Astrama, diácono Petit, informa que a associação também vende móveis para paróquias e instituições. Esse é o caso do Asilo São Vicente de Paula.

De acordo com o diretor, Antônio Zander, a instituição fez um pedido de 150 roupeiros para os idosos. Zander conta que confia muito no trabalho de marcenaria do Astrama. “Quando eu era o coordenador da Casa da Acolhida de Ponta Grossa fiz uma parceria com a Cáritas Diocesana e hoje a marcenaria funciona lá”, acrescenta Zander.

Ele completa que tem muito orgulho em ter participado da iniciativa, que hoje tem mais de dois anos. “É uma entidade que precisa de ajuda, por isso resolvemos encomendar os roupeiros lá. Além disso são muito bons, porque aqui no asilo a vigilância sanitária é muito rigorosa, mas ela aprovou os móveis”, diz.

alt