astrama1-28-09-11A Associação de Trabalhos Manuais São José (ASTRAMA), em parceria com a Prefeitura de Ponta Grossa, oferecerá curso de marcenaria para egressos da penitenciária do Paraná. O objetivo é promover a ressocialização das pessoas por meio da qualificação profissional.





Voltado para ex-detentos da penitenciária do Paraná e também para os trabalhadores que fazem parte da Associação de Trabalhos Manuais São José (ASTRAMA), o curso profissionalizante será realizado na marcenaria da Prefeitura Municipal, no Jardim Giana.

Durante o curso serão construídas 500 camas, 200 de casal e 300 de solteiro, que serão distribuídas pela Prefeitura entre os cadastrados nos projetos de assistência social.

O presidente da ASTRAMA, Pettit, diz que, além da Prefeitura, outras entidades também contribuíram para o projeto.  A Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Ponta Grossa (ACIPG) fez a doação de madeiras, além de uma quantia para investimento em materiais elétricos.

Segundo o secretário de Ação Social, Edílson Baggio, a Prefeitura fornecerá o espaço e cursos para especialização dos egressos. "Vamos transferir os recursos e eles nos fornecem a mão de obra para a construção das camas", diz Baggio. O secretário informa que ainda não há uma data determinada para o início do curso, mas ele acontecerá ainda neste ano.

O presidente da Astrama diz que esse trabalho é importante para inclusão social dessas pessoas, pois com o curso eles têm mais chances de conseguir uma profissão e se inserir no mercado de trabalho. "Estamos esperando o que eles podem viabilizar para trabalhar junto na ressocialização".

Veja também
26/04/2011 - Associação se aproxima da comunidade através da produção artesanal