alt

O Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos Bancários de Ponta Grossa e Região distribui cartilhas sobre assédio moral. A campanha alerta os funcionários de bancos de como agir em situações de opressão. A distribuição do material também foca na prevenção da conduta abusiva no ambiente profissional.

 

De acordo com o diretor do Sindicato Marcos Aurélio de Souza, a campanha já trouxe resultados positivos.

Há cerca de um ano o Sindicato dos Bancários de Ponta Grossa distribui pelas agências da cidade uma cartilha sobre o Assédio Moral. Segundo o diretor de esportes do Sindicato, Marcos Aurélio de Souza (foto), o objetivo é coibir essa prática ilegal nos estabelecimentos bancários.
 
De acordo com ele, um dos maiores problemas é a desinformação a respeito do assunto. A falta de informação leva muitas pessoas a procurarem ajuda apenas quando já estão pensando em desistir do emprego. “Eles só vêm quando realmente está quase insuportável. Estão quase ao ponto de sair do banco, pedir demissão”.
 
Marcos Aurélio afirma que a cartilha já apresentou resultados positivos. “Muitos desses casos que o pessoal veio conversar com a gente foi através da cartilha. Depois que a gente distribuiu houve mais denúncias”, afirma.
 
A vítima de assédio moral pode apresentar sintomas físicos (como tonturas e falta de ar) e psicológicos (como depressão e sentimento de inutilidade). 
 
Para o diretor de finanças do Sindicato, Júlio César Marenda, a vítima de assédio moral não deve temer o recurso ao sindicato: “Nós vamos sempre procurar preservar a pessoa que veio aqui denunciar”.
 
Segundo Marenda (foto), a maioria dos casos não envolve apenas um funcionário. “Geralmente não é só aquela pessoa, são várias pessoas na agência. E apenas uma delas chega a denunciar. O assédio moral é difícil de provar, tem que ter testemunhas, tem que ter alguma coisa bem forte”, afirma.
 
A maioria das denúncias parte de mulheres. De acordo com Souza, alguns homens têm vergonha em relatar essas situações. “Se não houver denúncia, a gente não tem o que fazer”, conclui.
 
SERVIÇO
A cartilha “Assédio moral nos bancos” foi produzida pelos presidentes dos dez sindicatos vinculados à Federação dos Bancários no Estado Paraná.
Em Ponta Grossa, o material está disponível na sede central:
Rua Visconde de Nácar, n° 213, Centro.
Mais informações pelo telefone: (42) 3224-6222

alt

alt