O Sindicato dos Bancários dos Campos Gerais e região anunciou o início de greve a partir desta terça-feira, dia 06. A decisão foi tomada em assembleia realizada na última semana. Não há previsão de término da greve.

 

Para a direção do sindicato, foi decepcionante e ofensiva a proposta de reajuste salarial apresentada, na última semana de setembro, pela Federação Nacional dos Bancos (Fenaban). Isso motivou a aprovação, por unanimidade, do início da greve.

Na última assembleia, foi discutida a Campanha Salarial 2015/2016, com rejeição, da proposta da Fenabran. A oferta de reajuste foi de 5,5% nos salários o que, segundo o Sindicato, geraria perda de 4% nos salários. A perda de inflação no período é de 9,88%.

O movimento grevista será geral, ou seja, durante a reunião, aderiram ao movimento funcionários dos bancos privados, do Banco do Brasil de a Caixa Econômica Federal. A categoria quer o Reajuste de 16%

Além do reajuste salarial, a categoria reivindica vales alimentação e refeição, 13ª cesta e axílio creche/babá de R$ 788,00 ao mês , fim das filas com mais contratações de bancários e igualdade de oportunidades, com o fim das discriminações, nos salários e na ascensão de cargos, para mulheres, negros, LGBT e pessoas com deficiências.