O documentário "Doze meses de resistência: A terra como horizonte de vida" será lançado oficialmente neste sábado, dia 08/07, às 18h, no Acampamento Maria Rosa Do Contestado (MST), em Castro.

Mídias populares

Apresentação

O Portal Comunitário é um projeto de extensão implantado pelo Departamento de Comunicação da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG). A iniciativa conta com a parceria de Associações de moradores, Sindicatos de trabalhadores, Movimentos sociais, Organizações-não governamentais e outras entidades da sociedade civil de Ponta Grossa.

Objetivos
O objetivo principal é criar e manter um espaço na internet para a comunicação dos setores populares entre si e com a sociedade em geral. Além do serviço de produção e publicação de notícias e reportagens, regido pelos princípios da comunicação comunitária, o Portal busca promover a troca de informações e o debate por meio de mecanismos de interatividade, como “enviar notícias”, fóruns de discussão, comentários e pesquisas.

Nesta perspectiva, tem como objetivos específicos: a) contribuir para o fortalecimento dos movimentos sociais locais; b) propiciar às organizações populares locais um instrumento para a construção coletiva de resgates históricos e registro do presente; c) incentivar a inclusão digital; e d) promover a inserção de alunos do curso de Jornalismo nas comunidades de periferia e movimentos sociais, fomentando o conhecimento e o interesse por uma atuação nessa realidade.

Justificativa
A criação e manutenção do portal comunitário tem como justificativa, em primeiro lugar, o reconhecimento da necessidade de construção de espaços independentes e autônomos de comunicação das organizações da sociedade civil - principalmente os movimentos sociais e comunidades de periferia - com a sociedade.

Por ter como suporte a internet, trata-se de um produto jornalístico que envolve custos financeiros relativamente baixos se comparados aos veículos impressos ou à televisão, por exemplo, o que amplia as possibilidades de viabilização por parte dos grupos envolvidos.

Em relação à acessibilidade, cabe ressaltar que, atualmente, segundo dados do Comitê Gestor de Internet no Brasil, o processo de inclusão digital caminha a passos largos no país. A pesquisa sobre o uso de tecnologias de comunicação e informação no Brasil em 2007 (Pesquisa TIC-2007) revela que 41% da população com idade acima de 10 anos e residente em área urbana já acessou a internet pelo menos uma vez na vida, sendo que, deste total, 87% acessa pelo menos uma vez por semana e 53% o faz diariamente.

Nesse sentido, o próprio desenvolvimento do projeto deve trazer também uma contribuição, ao incentivar que páginas de notícias (destacando-se seu endereço na rede) sejam impressas e afixadas em locais de grande circulação do bairro ou das entidades participantes.

Metodologia
A produção do conteúdo jornalístico é feita pela turma do terceiro ano do curso de Jornalismo, a partir das disciplinas de Comunicação Comunitária, Webjornalismo e Telejornalismo II. Já a indicação e discussão das pautas têm a participação direta e permanente das entidades e grupos parceiros no projeto – todos que aparecem com espaço próprio dentro do portal. 

A turma tem 26 alunos, organizados em oito equipes de três e uma equipe de dois membros. Para começar a produção, cada equipe vinculou-se a quatro comunidades/ entidades (dois bairros, um sindicato e uma entidade de caráter geral). Isso não significa que outros bairros ou entidades não possam gerar notícias. Uma mensagem enviada de qualquer ponto da cidade, seja por meio do botão “Contato”, seja pelo “Enviar notícia”, recebe a atenção da coordenação, que encaminha uma equipe para a cobertura solicitada. 

Cada equipe trabalha sistematicamente com três tipos de produção: notícias, para a atualização diária do site; reportagens multimídia, para a atualização nos finais de semana; e editoriais sobre os respectivos temas das reportagens, que entram também nos finais de semana. Já as crônicas são contribuições livres dos alunos a partir de exercícios realizados na disciplina de Jornalismo Opinativo. 

Na produção de pautas, têm prioridade as propostas vindas da comunidade. Aliás, essa é uma das tarefas das equipes: buscar junto aos parceiros do projeto não somente fatos e temas, mas também a indicação de fontes, o histórico dos assuntos, a indicação de questões a serem investigadas, idéias para a condução da apuração. Temas mais complexos vão para discussão na reunião mensal de pauta, onde é decidida a forma de apuração e edição tanto das reportagens especiais para o portal como das produções em vídeo, que são feitas para a disciplina de telejornalismo e são publicadas no site – na seção “Áudios e vídeos” e no interior das próprias reportagens. 

Uma sessão mensal de avaliação também faz parte da rotina de produção, quando se dá a análise e a crítica da construção das pautas, da apuração, da edição, indicando-se falhas, problemas e desafios a serem superados. No dia a dia, os textos passam pela discussão, correção e complementação a partir das exigências feitas pelas professoras, sempre na tentativa de diminuir os erros e ampliar a capacidade de melhoria crescente do desempenho. 

A publicação é feita pelos próprios produtores de conteúdo, acompanhada pela Equipe do Projeto de Extensão (ver abaixo). A cada dia da semana, uma equipe é responsável pela postagem de material no site, ficando as reportagens sob a responsabilidade da aluna Emanuelle Adacheski, que faz a linkagem dos blocos internos e de matérias correlatas. É Emanuelle também quem faz os banners, menus e tutoriais, pesquisando e implementando soluções no âmbito do design, navegabilidade e acessibilidade do site.

Quem somos
A coordenação do projeto do Portal Comunitário é feita pelas professoras Maria Lúcia Becker e Cíntia Xavier. A responsabilidade pelo desenvolvimento, manutenção e gerenciamento é da Equipe do Projeto de Extensão, composta pelos professores Cíntia Xavier, Edson da Silva e Maria Lúcia Becker e pelos seguintes alunos: Emanuelle Adacheski, Jussara Tech, Mariana Nunes, Marianna Bueno, Michele Massuchin, Nicole Chiaradia e Reinaldo Tavares.

O Portal Comunitário é desenvolvido com um sistema de gerenciamento de conteúdo concebido e disponibilizado sob a licença GNU/GPL (General Public License), o e-107 (www.e107brasil.net). Para a instalação, configuração e manutenção do sistema, o projeto conta com o apoio técnico de Barbara Tostes.

Todo o conteúdo veiculado neste site está sob Licença Creative Commons.


Universidade Estadual de Ponta Grossa

Departamento de Comunicação - Jornalismo
Campus Central
Praça Santos Andrade, n. 01 - Centro
CEP: 84010-919 - Ponta Grossa - PR
Fone: (42) 3220-3389

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

Observação
O texto acima, publicado em 28 de outubro de 2008, é a segunda versão do Projeto Portal Comunitário. Aqui, o primeiro texto foi complementado com o esclarecimento sobre a forma de participação dos grupos e entidades da comunidade na produção do conteúdo jornalístico do site e sobre a rotina de produção implementada no projeto. A alteração foi feita em atendimento a uma solicitação da ombudsman Karina Janz Woitowicz. Como esta segunda versão foi ao ar dois meses após a implantação do projeto, naturalmente o texto passou também por uma revisão nos tempos verbais, substituindo-se, quando necessário, o futuro pelo presente.
Clique aqui para ler a versão original do projeto, publicada em 25 de agosto de 2008.