O documentário "Doze meses de resistência: A terra como horizonte de vida" será lançado oficialmente neste sábado, dia 08/07, às 18h, no Acampamento Maria Rosa Do Contestado (MST), em Castro.

Mídias populares

Apresentação

Dados divulgados pela Associação Brasileira do Trabalho Temporário (ASSERTTEM), apontam uma variação positiva de 3,2% no número de contratações para o Natal de 2013, em comparação com o mesmo período de 2012. 

O comércio foi responsável por 70% das contratações temporárias, com remuneração média de R$ 975,00 e benefícios como vale-transporte, vale-refeição e prêmios por metas atingidas. 55% das vagas foram ocupadas por pessoas do sexo masculino. 

No mesmo período, a indústria realizou 30% das contratações, com remuneração média de R$ 1,225,00, com os homens ocupando 70% das vagas. Tanto comércio quanto indústria optam por contratar pessoas na faixa etária de 18 à 39 anos. 

Os níveis de efetivação pós período provisório tiveram uma queda de 3%, fechando o período do Natal em 12%. As oportunidades de se efetivar no primeiro emprego se mantém, desde 2012, em 20%. 

Com a concentração de dois grandes eventos do esporte mundial (Copa e Olimpíadas), milhares de empregos temporários serão gerados. Entre os meses abril e junho, o Mundial deve dispor de 47.900 mil novas oportunidades de emprego nos 12 estados-sede do evento. 

O setor de alimentação responde pela 'bocada' maior na geração de postos de trabalho, cerca de 33,5%,. Em seguida, vem o transporte de passageiros, com 29,2% do total, enquanto hotéis e pousadas oferecem 25,7%. Setores de serviços culturais, recreativos e as agências de viagens respondem por apenas 11,6% das vagas. 

Mas o fator prejudicial no preenchimento das vagas de emprego é a falta de qualificação, uma peça chave que impede em inúmeras vezes o trabalhador de conseguir uma assinatura na carteira de trabalho. 

Especialistas afirmam que é fundamental estar atualizado com novas técnicas que a área desejada demanda.

Projeto de Lei 4330: uma manobra para retirar direitos trabalhistas

Serviço temporário tem menos garantias que a contratação efetiva

Jovens são os principais 'alvos' da contratação em vagas temporárias