Imprimir

Os moradores consideram de extrema importância ter espaço próprio para sede da associação do Jardim Jacarandá, conjunto habitacional em que as casas são pequenas (sala e cozinha conjugados, dois quartos e um banheiro) e não há espaço para a população se encontrar e realizar atividades da comunidade.

 

Segundo o presidente da Associação de Moradores, Osvaldo Ruth, o local poderia não só ser utilizado para as reuniões, como também evitaria que as crianças brincassem somente nas ruas, teria um lugar para os idosos jogarem baralho e dominó, além de poder se formar um clube de mães: “No domingo teríamos um lugar para ir, as mães para levar os filhos e os jovens e idosos para se reunirem”.

Moradora do Jardim Maracanã, Rosa Duda ressalta a importância de uma sede própria para entidade: “Para qualquer coisa, precisamos da Igreja e as casas aqui são muito pequenas”. Outra moradora da vila, Vergiane Zubinski, diz que sente falta de um espaço para fazer aniversários e encontros entre os moradores: “O Clube de Idoso também não tem onde fazer os encontros. A associação seria uma alternativa”.

As moradoras Rosa Duda e Virgínia Zubinski são favoráveis aos pedidos por um local onde se possa fazer a reunião da terceira idade, assembléias a população e festividades em geral.

As reivindicações incluem ainda a necessidade de um espaço para velórios, prática proibida pela vigilância sanitária. Nos casos de morte por doenças contagiosas, por exemplo, é perigoso deixar o corpo exposto pelo risco de contaminação.

Sobre as reclamações dos moradores de um local para velórios, o assessor de Assuntos Comunitários da Prefeitura, Leonildo Matoso, ressalta: “Isso também é falta de conscientização pública. A comunidade não pode fazer velórios nas igrejas locais ou nas sedes”.

Arquivo comunitário

08/07/2010 - Cachorros de rua preocupam moradores do Jardim Jacarandá

01/05/2010 - Jardim Jacarandá busca alternativas para o asfaltamento na região

 

Categoria: Boa Vista
Acessos: 2939