Imprimir

altOs moradores do Jacarandá reclamam do perigo que correm devido ao grande número de cães de rua que rondam a comunidade. Os animais avançam nas pessoas, esparramam lixo e invadem casas. De acordo com o Controle de Zoonoses, a única medida legal que pode ser tomada é a castração desses cães, já que o canil de Ponta Grossa é pequeno e não suporta a demanda da cidade.

 

Além das reclamações pela falta de asfalto e pelas linhas de ônibus do local, os moradores do Jardim Jacarandá, no bairro Boa Vista, enfrentam agora mais uma dificuldade: a presença de inúmeros cachorros de rua.

Os cães, que surgiram há quase três meses, esparramam lixo, invadem casas e atacam moradores. “Já ouvi falar que a carrocinha passou buscar os animais. Mas nada mudou, continua o mesmo número rondando a vizinhança”, conta o desempregado Sandro da Silva, que ainda ressalta: “eles entram, viram o lixo, fazem cocô no quintal, e ainda querem avançar na gente”.

Segundo os moradores, já houve episódios de ataques a agentes dos correios e em crianças que brincavam aos arredores. “É um perigo que estamos correndo”, explica a doceira Maria Cordeiro.

De acordo com o representante do Controle de Zoonoses, Fabio Martins, Ponta Grossa possui uma lei municipal que impede a retirada dos animais de rua. “Não podemos tirá-los, entretanto temos um programa de castração”.

Fabio explica que os animais são castrados e depois devolvidos ao bairro, e que o problema está presente em todo o município e não somente no Boa Vista. “Não temos como retirar todos os cachorros da cidade, o canil de Ponta Grossa é pequeno. Somente os mais bravos são levados para serem adotados”, explica.

O Zoonoses é o departamento responsável pelo controle de doenças que podem ser transmitidas do animal para o ser humano. Segundo Fábio, qualquer pessoa pode solicitar a castração dos cães através do telefone (42) 3222-9672.

 

Categoria: Boa Vista
Acessos: 2743