Imprimir

altA falta de opções de lazer para crianças e adolescentes nos bairros de Ponta Grossa já foi noticiada várias vezes pelo Portal Comunitário. No Jardim Jacarandá, bairro Boa Vista, a situação também é grave. A solução acaba sendo ir para as ruas jogar futebol e empinar pipa. O problema é a falta de segurança, que se agrava com a possibilidade de os fios das pipas se enrolarem aos cabos da rede elétrica. 

 


Ao andar pelas ruas do Jardim Jacarandá, no bairro Boa Vista, vários grupos de crianças são encontrados pelo caminho jogando bola ou empinando pipa.

Como nas proximidades não existe parquinho ou praça para oferecer maior conforto e segurança aos pequenos, segundo o presidente da associação de moradores, Osvaldo Ruth, as ruas se tornam a única opção de lazer dos jovens.

A balconista e mãe de seis filhos, Gildeneia Martins, conta que não deixa os mais novos brincarem na rua. “Não tem como cuidar deles quando estão soltos na rua. Qualquer um pode levá-los embora e fica mais fácil de se machucarem”, justifica a mãe.

Outro problema identificado pelo presidente da associação, envolvendo a falta de segurança das crianças, é como os fios de condução elétrica ficam cheios de fios das pipas.
 
O professor do Departamento de Eletrônica da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), Claudinor Bitencourt Nascimento, defende que a maior preocupação com os fios na rede elétrica é com o ser humano.
alt
  

De acordo com o professor, se as crianças usarem cera de vidro, o cerol, para dar maior resistência ao fio na hora de empinar a pipa, existe um perigo.

“O vidro é material condutor de energia e, uma vez enrolado no fio elétrico, pode haver descargas via condução da rede para a pessoa” explica Claudionor.

Ainda outra possibilidade é o fio da pipa enrolar de tal maneira que junte dois cabos elétricos. Se isso acontecer, eles podem romper e causar certo prejuízo. Apesar dessa possibilidade, o professor reforça que o maior problema é com as pessoas.

Um funcionário da Secretaria de Planejamento informa que, no momento, não existe nenhum projeto visando à construção de um espaço para essas crianças. A demanda para efetivar esse encaminhamento deve vir de outras secretarias para então se dar início ao trabalho.alt

Categoria: Boa Vista
Acessos: 2764