Em entrevista ao Portal Comunitário realizada no último dia 14, o prefeito Pedro Wosgrau Filho recebeu as reivindicações dos moradores do Jardim Jacarandá e falou sobre as ações que serão promovidas no local. As necessidades apresentadas ao prefeito foram indicadas pelo presidente da Associação de Moradores, Osvaldo Ruth, e por moradores do bairro.

Saúde, lazer, transporte e local para a sede da Associação de Moradores foram as principais reivindicações do Jardim Jacarandá apresentadas ao prefeito Pedro Wosgrau Filho no último dia 14, em entrevista ao Portal Comunitário.

Segundo o presidente da Associação de Moradores do Jardim Jacarandá, Osvaldo Ruth, foram protocolados inúmeros pedidos na Prefeitura e até agora nada foi feito.  “Prometer é uma conversa; se vão cumprir é outra coisa”.

Ao ser questionado sobre a possibilidade de instalação de um posto de saúde para o local, o prefeito explicou que a licitação para um projeto de maior abrangência já foi feita. “Será realizada a construção de um Centro de Atenção à Saúde (CAS) no Jardim Esplanada, que vai atender toda a região. Acredito que em abril as obras já tenham começado”.

Outra reivindicação foi a doação de terrenos para a construção de um campinho de futebol e de uma sede para a Associação de Moradores. Denise Kociuba, moradora do Jardim Jacarandá desde 2006, relata que as promessas feitas na entrega do primeiro lote de casas não foram cumpridas.

“Disseram que iam fazer uma praça para crianças e reservar um terreno para a construção da Associação, mas acabaram construindo casas nesses locais”, conta. Assim como ela, Oswaldo Ruth afirma que a garantia de doação de terreno foi feita há bastante tempo. "Essa história existe desde que eu assumi a Associação em setembro de 2009. O protocolo de melhorias mais antigo é de dezembro de 2008".

A respeito desta questão, Wosgrau afirmou que o melhor é deixar que os próprios moradores façam a escolha dos locais. “Ninguém melhor do que quem está lá para saber das necessidades. Escolham um terreno e me tragam para já providenciar o campinho e a sede da Associação”, propõe o prefeito.

Melhorias no transporte público, aumento no número de postos de telefone e implantação de galerias fluviais também foram reclamações dos moradores apresentadas ao prefeito. Em relação ao transporte, a maior necessidade dos moradores é a disponibilização de mais horários de ônibus, no entanto, o prefeito afirmou que é preciso levar em conta o número de passageiros.

“Não pode ter ônibus circulando muito vazio, isso pode causar aumento no custo das passagens”. O prefeito anotou todas as reivindicações dos moradores e afirmou que tudo será feito na medida do possível. A implantação de mais telefones públicos será estudada e a construção das galerias fluviais discutida com o secretário responsável.