caracara-19-12-11A Associação de Moradores do Jardim Esperança voltou a ter uma diretoria em 2011. Mas, após quase um ano de mandato da nova gestão, moradores reclamam da atuação da chapa eleita. A entidade deve contribuir para a melhoria das condições do bairro.

montecarlo1-22-11-11

A falta de coleta e tratamento do esgoto resulta em problemas como acúmulo de lixo, proliferação de animais peçonhentos e mau cheiro. Moradores alegam descaso de órgãos responsáveis por não atenderem reivindicações.

A falta de condições mínimas de infraestrutura vem desde 2006, quando o conjunto foi entregue pela Prolar. Galerias, linhas de ônibus, local de lazer para as crianças, segurança e outros serviços básicos estão entre as principais reivindicações.

Falta de participação comunitária agrava situação do bairro

Pedidos e promessas para o Jardim Jacarandá

Filas e falta de equipe fazem parte da rotina na UBS do Esplanada

EDITORIAL: Depende (ou não) da ótica

alt

O presidente da Associação de Moradores do Jardim Jacarandá, em três anos de administração, fez 25 protocolos de melhorias na Prefeitura. São pedidos de rebaixamento de ruas, galerias pluviais, linha de ônibus, telefone público, construção de sede para a associação, construção de área de lazer, de acesso à PR-151, vacinação de animais e pedido de limpeza de terrenos constitucionais. Até agora, apenas um telefone público foi colocado na vila.

altO presidente da Associação de Moradores do Jardim Jacarandá, Osvaldo Ruth, considera a situação da vila de abandono. Para ele, há um descaso dos órgãos públicos com a realidade local. Osvaldo também foi vítima da falta de segurança no Jacarandá, tendo seu caminhão roubado recentemente em frente à sua casa.

esplanada1-13-10-11A Associação de Moradores do Jardim Esplanada ganhará nova gestão para assumir a entidade. Dirigentes esperam a regulamentação de documentos na União das Associações de Moradores de Ponta Grossa (UAMPG) para empossar cargos e iniciar os trabalhos de reestruturação local.

Atual gestão da Associação de Moradores do Jardim Esplanada encerra com críticas da comunidade. As reclamações são sobre a falta de presença do presidente local e o fim de atividades realizadas no prédio da entidade.

jacaranda1-04-07-11Na tarde dessa segunda-feira, dia 04, o presidente da Associação de Moradores do Jardim Jacarandá, Osvaldo Ruth, reuniu-se com o prefeito Pedro Wosgrau Filho, reivindicando melhorias para a vila que se localiza na região norte de Ponta Grossa.

esplanada2-19-06-11Seu João Maria Lacerda, comerciante, é usuário assíduo da UBS José da Silva Ribeiro. Quando tem que enfrentar fila, seu João, que mora a cerca de três quilômetros do posto, no Jardim Atlanta, costuma sair de casa às 5:30 para garantir que será atendido.

“O problema é nos dias de chuva, porque não tem como vir e, além disso, aqui no posto não tem proteção contra chuva para os que esperam na fila”, comenta.

Rosana Aparecida de Ramos Lima trabalha como agente comunitária de saúde (ACS) na Unidade há seis anos. Para ela, faltam profissionais de saúde para atender no local. “Cada ACS atende de 200 a 215; algumas até 300 famílias. Trabalhamos para uma população de 17 mil pessoas”, aponta.

Rosana diz que esse levantamento está desatualizado, não somando os moradores do Jardim Jacarandá I e II e de um loteamento em construção na Avenida Antônio Saad, na altura do Jardim Atlanta.

Segundo ela, percebe-se que a população prefere enfrentar fila a marcar o agendamento da consulta. “O agendamento às vezes não dá certo, porque as pessoas esquecem que tem consulta marcada. Estando na vila elas acham que vão ser atendidas no momento. O prefeito quer acabar com as filas lá fora, mas no caderno elas continuam”.

A assistente acredita que a remuneração dela e das colegas é baixa ante as atribuições a serem cumpridas. “Nós temos o contato direto com as pessoas e muitas delas têm enfermidades que podem ser transmitidas para nós, e não temos direito à taxa de insalubridade. As agentes comunitárias vão na linha de frente, elas enfrentam as maiores dificuldades”, relata.
 
Próximo bloco: Unidades com atendimento PSF priorizam o trabalho preventivo

Bloco anterior: Moradores do Esplanada enfrentam problemas no posto de saúde

boavista1-10-06Moradores da Rua Otávio Palhano, no Jardim Monte Carlo, importante via de acesso à PR-151, reclamam que a falta de calçamento tem criado transtornos aos residentes locais. Em épocas de clima seco, a situação se agrava.