Sociedade Afro-Brasileira Cacique Pena Branca celebra 129 anos da abolição da escravatura com tradicional evento festivo

Líder do grupo Kamimanbo, Perpétua de Oliveira, conduz coreografia típica da cultura afro
 Líder do grupo Kamimanbo, Perpétua de Oliveira, conduz coreografia típica da cultura afro Foto: Gustavo Camargo

 

Cerca de 90 pessoas compareceram ao restaurante Cantinho da Sinhá na noite do último sábado (13) para participar da 31ª Feijoada da Abolição da Escravatura. Pela primeira vez, o evento contou com apresentações de canto e dança do grupo afro Kamimanbo.

A festa será realizada no dia 19 de dezembro a partir das duas horas da tarde, na sede da Associação Cacique Pena Branca, que fica na Colônia Dona Luíza. O Natal Solidário acontece há mais de 28 anos. Durante o evento, o Papai Noel entrega presentes para as crianças, e as famílias recebem cestas básicas. Além disso, quem participa da festa também recebe um lanche.

Dona Tânia com a sua família e com outros sacerdotes premiados na festa do dia 19

A mãe de Santo, Tânia Mara Batista, Mãe Tânia, foi homenageada pela Federação Nacional de Culto Afro-Brasileiro (Fenacab), e pelo Conselho Mediúnico do Brasil (Cebras). Um jantar foi realizado para Sacerdotes e as Sacerdotisas da Comunidade Religiosa Afro-Brasileira, em Curitiba.

Dona Tânia prepara o acarajé, frito na hora durante a Festa Julina. Foto: Ana Bitencourt Maravieski

 

A Sociedade Afro-Brasileira Cacique Pena Branca realizou no último sábado, dia 9, uma Festa Julina. A comemoração aconteceu no Jardim Santa Luiza. No cardápio da Festa, além das comidas típicas, o acarajé era o mais pedido entre os convidados. 

O Papai Noel se fez presente nas comemorações da SABCPB - Foto: Matheus Dias

A Sociedade Afro-Brasileira Cacique Pena Branca (SABCPB) promoveu no último sábado, dia 19, as comemorações de Natal para as crianças da comunidade. A festa, que acontece há 25 anos, encerra as atividades da entidade em 2015.