A instituição mantém a tradição de realizar jantares em prol de suas atividades, já que não possui patrocínio.

 

 

A Sociedade Cacique Pena Branca realizou na última sexta-feira, dia 31 de julho, um jantar para arrecadar fundos para a associação. Neste ano, a instituição já realizou três jantares. Desta vez, o objetivo é arrecadar fundos para consertar o telhado da sede, que se encontra em mal estado de conservação.

O evento foi realizado em sua sede, na Colônia Dona Luiza. Cerca de sessenta pessoas compareceram e desfrutaram o cardápio, oferecido na noite, que trouxe receitas com frutos do mar. O valor pago, por pessoa, foi de R$30,00, com bebida a parte.

Segundo a mãe de santo e uma das fundadoras da instituição, Dona Tânia, os jantares são uma alternativa para a falta de patrocínio. "No ano passado, recebemos um prêmio de cultura, mas mesmo assim seguimos sem nenhum tipo de apoio", afirma.

Os jantares são realizados por voluntários. Segundo Nelson Rezende, que participa das atividades do grupo há um ano, cinco pessoas foram responsáveis pelo cardápio da última sexta-feira, que contava com moqueca de peixe, bobó de camarão, além de carnes e massas.

Praticantes ou não do candomblé, o público das atividades da sociedade é fiel às atividades  oferecidas pela entidade. O empresário Vilson Hilgenberg frequenta os jantares há quatro anos. "Não sou praticante, mas sempre venho nos jantares. Também chamo amigos para vir, para ajudá-los eles", comenta.

A próxima atividade da Cacique Pena Branca será um bazar de roupas no dia 18 de agosto. Atualmente a sociedade está em recesso. As atividades voltam no dia 20 deste mês.

Arquivo Comunitário:
20/11/14: Apesar da data de memória, 20 de novembro ainda é uma marca a ser alcançada no país
17/11/14: Dia da Consciência Negra estimula promoção de debate sobre racismo em novembro