O Cacique Pena Branca está arrecadando doces e brinquedos para uma ação solidária em prol de crianças carentes da cidade de Ponta Grossa, as doações poderão ser feitas até o dia 18 de dezembro.

A Sociedade Afro-brasileira Cacique Pena Branca realizará nesta sexta-feira, dia 06, um jantar em prol de uma viagem para Brasília.  Membros da entidade irão representar Ponta Grossa em uma manifestação contra o preconceito.

 

A liberdade religiosa é direito garantido pela constituição federal. Mas por onde passam, os praticantes de religiões afro-brasileiras sofrem com o preconceito da sociedade. Anice conta que já recebeu muitos comentários ofensivos devido às suas crenças. "Eu já chorei muito por me chamarem de macumbeira".

{audio}http://www.portalcomunitario.jor.br/images/audio/2015/Cacique_10-09-15.mp3{/audio}

Adeptos de religiões afro-brasileiras sofrem com intolerância religiosa

Discriminação está presente na sociedade desde a origem das religiões afro-brasileira

A instituição mantém a tradição de realizar jantares em prol de suas atividades, já que não possui patrocínio.

Nesta quarta-feira, dia 13, a partir das 19:30 horas, a data da abolição da escravatura será lembrada com um jantar beneficente. A feijoada, pela marca histórica de prato popular, será o cardápio da noite.