Obra parada de asfaltamento impede a passagem de ônibus e de caminhões na região

Moradores da Jardim Manacás caminham na rua Rio Claro, pois o ônibus não chega ao local

A pavimentação de ruas do loteamento Jardim Manacás, no bairro Chapada, foi interrompida em dezembro do ano passado. Com isso, as vias de terra permanecem esburacadas e sem cuidado, o que impede prestação dos serviços de transporte público, de caminhões de coleta de lixo e do correio. Com custo de R$ 3 milhões, o único indicativo da reforma é a placa com informações.

 

Uma das promessas de campanha do prefeito Marcelo Rangel foi o asfaltamento. Durante a propaganda eleitoral, em 2016, um dos programas foi gravado no local. Após a reeleição, a reforma parou. “Antes dessas obras, o ônibus entrava aqui. Agora, não vem mais e, ainda por cima, está tudo largado”, lamenta o morador Rafael Luiz Mendes.

Logo após o começo das obras, a VCG postou, em um ponto de ônibus do bairro, um aviso afirmando que o carro da linha Bonsucesso não continuaria a atender a região. O aviso permanece postado, as obras não foram retomadas e o transporte continua interrompido. Enquanto isso, os moradores permanecem abandonados.

Placa indicando o serviço da reforma. Única coisa que sobrou das obras.

 Mendes trabalha em uma serralheria no bairro e sofre muito com o difícil acesso às ruas. De acordo com ele, o Jardim Manacás tem duas entradas: a principal, na rua Rio Claro, em situação de difícil acesso, e outra, na rua 18, praticamente inacessível pelos buracos gigantes. “Como eu preciso de meios de transporte para conseguir material, está complicado trabalhar aqui”, revela.

Quando chove, fica ainda pior. Luiz informa que é quase impossível sair de casa pela situação das ruas lamacentas. Algumas vezes, quando chove bastante, é possível observar crianças nadando em algum buraco inundado.

Ao passar pela região, nota-se a grande quantidade de casas à venda. Segundo a moradora Bruna Mendes, esse fato ocorreu pela dificuldade que é viver em uma região sem asfaltamento. “Não aguento mais. Nós estamos isolados aqui. Não há condições de permanecer assim”, afirma.

Ruas esburacadas dificultam o acesso ao Jardim Manacás

Mesmo antes das obras, os moradores do Jardim Manacás sofriam com os horários de ônibus. Bruna relata como a linha Bonsucesso passava apenas seis vezes durante o dia, o que provocou a mudança de várias pessoas da região insatisfeitas com a falta de transporte público.

Segundo a Autarquia Municipal de Trânsito e Transporte (AMTT), a reforma está agora concentrada nos bueiros do Jardim Manacás. A previsão é que, após a conclusão dessa etapa, terá continuidade a pavimentação. No entanto, Mendes relata que não há quaisquer indícios desse tipo de obra.

Arquivo Portal Comunitário:

20/04/2013 - Ponta Grossa vivencia momento de discussão sobre o Transporte Público

18/03/2014 - Transporte público em PG: falta de qualidade e fiscalização continuam