Usuários do serviço reclamam que medida compromete orçamento e questionam do fechamento em período de grande movimento no comércio de Ponta Grossa

Quem costuma economizar no almoço, fazendo sua refeição no Restaurante Popular, terá que procurar outro lugar para almoçar neste fim de ano. O restaurante fechou na última sexta-feira, dia 09, e tem a reabertura prevista para fevereiro. O dia do reinício das atividades não foi confirmado pela Prefeitura. O local teve o atendimento interrompido em função do recesso já programado pela Prefeitura.

 
O recesso faz parte do planejamento do restaurante e serve para a manutenção dos equipamentos do espaço. Outro motivo para o fechamento são as férias dos funcionários, embora o responsável pelo restaurante, Francisco Vieira, afirme que o recesso serve exclusivamente para manutenção do local.

Segundo Francisco, os equipamentos são de "última geração" e necessitam de um grande tempo para serem revisados. "Precisamos fechar para reparar esses detalhes. Temos também que trocar os pés das mesas", acrescenta.

Questionado sobre as pessoas que utilizam o serviço, Francisco disse que a demanda cai no fim de ano. "As escolas entram em férias e, por ter muitos feriados, o comércio para e acabada diminuindo o movimento", pontua.

Usuário do restaurante, Leonardo Ferreira, diz que se sente prejudicado com o recesso do restaurante. "O salário é curto, os almoços nos restaurantes estão caros. Desse jeito faz pesar bastante nosso orçamento", conta.O preço pago para um almoço no Restaurante Popular é de R$ 2. Pesquisa realizada pelo Portal Comunitário mostra que o preço médio de um buffet livre, no Centro da cidade, é de R$ 18, sendo possível encontrar a opção de prato feito por cerca de R$ 10.

Ao serem questionados sobre sobre a diminuição de público neste período, usuários do restaurante, que estavam na fila do almoço, não hesitaram em dizer que o argumento da prefeitura era algo bastante controverso. "O Natal é em dezembro. Como que o comércio fechará na época em que eles mais lucram?", disse um dos usuários.

 

 

Salvar