comerciarios2-04-12-11Esse período atípico em Ponta Grosa, com tantos investimentos e empresas novas chegando, coincide com o período de empregos temporários, que ocorre nos meses de novembro, dezembro e janeiro.

A época de fim de ano causa algumas preocupações ao Sindicato dos Comerciários, como tempo de trabalho e horas extras. Para evitar qualquer complicação, o sindicato faz campanha contra o abuso de horas de trabalho e a favor da remuneração.

No entanto, as pessoas que são beneficiadas neste momento são, normalmente, aquelas que já têm algum tipo de experiência no ramo logístico. E essa tendência se estende à contratação para as novas empresas.

Conforme explica o presidente do Sindicato dos Comerciários, João Vendelin, “os empregadores buscam algum tipo de experiência, tanto porque querem começar bem as suas vendas nas novas empresas, como também querem satisfazer seus clientes nos novos estabelecimentos”, afirma.

O presidente reconhece que o investimento gera euforia na cidade, mas alerta os funcionários para atentarem aos seus direitos. “Nós desenvolvemos um trabalho direto nas lojas. É no próprio ambiente de trabalho que o empregado recebe informação para saber qual é a função do sindicato, que tipo de serviço nós prestamos, que benefícios podemos oferecer e como eles podem fazer para se associar”, explica.

Ele ressalta, ainda, a importância de os funcionários estarem cientes de seus direitos e do apoio do sindicato. “A maior fiscalização é a feita por eles. Nós queremos que eles estejam atentos. Se eles não reclamam e não nos contam o que acontece, nós não temos como saber”.

Próximo bloco: Empresas buscam profissionais com qualificação

Bloco anterior: Novas lojas irão contratar 850 funcionários em Ponta Grossa