O Sindicato dos Trabalhadores do Comércio (Comerciários) acertou com o Sindicato do Comércio de Peças e Veículos Usados (Sincopeças), verbalmente, a correção salarial para os funcionários do setor de autopeças e veículos usados. O acordo, que foi firmado neste início de setembro, aguarda a assinatura do Sincopeças.


De acordo com o presidente do Sindicato dos Comerciários, João Vendelin, o reajuste passa a valer a partir da folha de pagamento de setembro. Portanto, o trabalhador passa a recebê-lo no mês de outubro.

A correção salarial é retroativa à data-base da categoria, fixada em 1 de junho. Dessa forma, os trabalhadores desse setor recebem a diferença em relação aos vencimentos anteriores. Vendelin informa que o reajuste, para quem trabalha nas lojas de autopeças e carros usados, foi fixado em 9,82%.

A negociação envolveu ainda os trabalhadores das concessionárias. Entretanto, a Federação do Comércio deu dez dias úteis para que o Sindicato dos Concessionários e Distribuidores de Veículos (Sincodiv) convoque uma assembleia interna e dê retorno sobre a proposta dos trabalhadores.

Através da Secretaria, o Sincodiv informou que a assembleia para discutir se acatam ou não a proposta dos trabalhadores está marcada para esta terça-feira, dia 13.

Genésio Francisco Guariente, que representou o Sincopeças na negociação, informou que os trabalhadores com primeiro emprego na área passam a ter um piso salarial regional de R$ 1.190,20 no período de experiência (90 dias). Após esse período, eles passam a ter direito ao vencimento como funcionário fixo, caso venham a ser efetivados pelas empresas.

A convenção coletiva ainda não está assinada. O Sincopeças aguarda que a Federação dos Empregados do Comércio do Paraná envie a proposta para assinatura, o que deve ocorrer ainda nesta semana.

Veja também
30/08/2016 - Negociação Coletiva do setor de autopeças atrasa reajuste de salário
06/07/2016 - Trabalhadores do comércio de Ponta Grossa aguardam decisão sobre aumento salarial