comerciarios1-15-05-11As principais reivindicações do Setor de Peças e Concessionárias são o aumento salarial e refeitórios para os trabalhadores. Antes da assembleia, a diretoria do Sindicato visitou as empresas para reuniões informais com os empregados.




 

Na última quinta-feira, 12 de maio, aconteceu a Assembleia oficial para o Setor de Peças e Concessionárias, no Sindicato dos Empregados do Comércio de Ponta Grossa. Na ocasião, foi feita uma pauta de reivindicações para ser levada ao sindicato patronal do setor.

Entre as principais propostas estão o aumento salarial, ticket alimentação, refeitório no local de serviço e espaços de lazer (como sala de descanso).

comerciarios2-15-05-11“O trâmite se dá entre as entidades sindicais para facilitar o processo”, explica João Vendelin, presidente do Sindicato. Ele conta que antes das assembléias oficiais são realizadas reuniões informais com os empregados dentro das próprias empresas, para que suas reclamações sejam previamente apresentadas.

A pauta aprovada oficialmente é levada ao sindicato patronal, para que seja avaliada e negociada. A próxima reunião está marcada para o dia 25 de maio.

Quanto à participação nas assembleias oficiais, a adesão é baixa. Apenas seis pessoas participaram na última quinta. “Acho necessário a participação dos trabalhadores na assembléia, seria melhor se viessem mais pessoas”, opina Tatiana Ianke, empregada do comércio local.

A importância das pautas e reuniões é para que possam ser discutidas melhorias no setor de peças e concessionárias, que tem como data limite para as negociações o dia 1º de junho. Depois desta data, mesmo que as discussões se prolonguem, se houver aumento dos salários, os funcionários recebem retroativo a junho, que é a data-base do setor.

comerciarios3-15-05-11A assembléia oficial, por fins judiciais, deve publicar edital de convocação em diários oficiais, com no mínimo um mês de antecedência para que seja válida. O espaço da assembléia é aberto a possíveis mudanças nas pautas de reivindicações e, assim, é necessária a participação de todos os interessados.