altEsgoto a céu aberto, poluição nos rios e falta de coleta seletiva. Estes são alguns dos principais problemas que comprometem o meio ambiente e, conseqüentemente, a qualidade de vida dos moradores.
Antonia da Silva: “falta providência das autoridades”

 

Tanto na área rural quanto urbana de Ponta Grossa, existem problemas que de alguma forma são prejudiciais ao meio ambiente. Segundo a Agência Reguladora de Água e Saneamento – Aras, 30% dos moradores não contam com a rede coletora de esgoto.  

Antonia da Silva, residente no Parque Tarobá, reclama da falta de coleta de esgoto em sua residência. Ao contrário de outros moradores, no entanto, ela mostra ter consciência ambiental e separa o lixo para ser coletado. O lançamento de lixo nos arroios próximos às casas é um dos fatores que contribuem para a poluição do meio ambiente.

Maria Aparecida de Oliveira Hinsching, uma das fundadoras do Núcleo de Estudos em Meio Ambiente (Nucleam), órgão da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), destaca a falta de conscientização da população como uma das principais causas da poluição ambiental no município.

Além da poluição provocada pelo lixo e esgoto na zona urbana, há ainda o problema das algas e agrotóxicos nas áreas afastadas da cidade, que prejudicam a qualidade da água.

Especialista fala dos problemas ambientais da cidade