Moradores do Santa Paula apontam a necessidade de interesse do poder público para a eficácia da academia ao ar livre do bairro. Dos nove aparelhos instalados no local, restam sete. Dois foram furtados e os que sobraram estão danificados.

 Há quase quatro anos, a Prefeitura Municipal de Ponta Grossa, através da Secretaria de Esporte e Recreação, instalou uma das unidades da Academia ao Ar Livre no loteamento Santa Paula. Os equipamentos foram dispostos bem próximo da sede da Associação de Moradores do bairro.
 

A aposta era levar saúde e bem estar para a população. Ao todo, foram nove aparelhos de ginástica instalados no local. Porém, desde a inauguração (junho de 2010), a unidade esportiva não recebe manutenção e, além do desgaste pelo uso contínuo, a academia registra problemas com a ação de destruições do patrimônio.

A dona de casa Cleci Gruba, de 72 anos, lamenta o abandono dos aparelhos, pois costuma usar a academia junto com a neta. “Infelizmente ninguém aparece para arrumar os equipamentos. Seria melhor investir no projeto do que mais tarde comprar remédio pra quem não faz exercício", diz.

Dos nove aparelhos instalados, restam sete. Dois foram furtados e os que sobraram estão danificados. Faltam parafusos, molas, borrachas que amortecem impactos e ferrugem.

Na tentativa de amenizar o problema, a população improvisa como pode. "As pessoas do bairro até trazem parafusos para consertar, mas não resolve o problema", destaca o estudante Tiago Murilo, 16 anos.

O responsável pelo Departamento de Esporte e Recreação do Município, Claudinei Azevedo, explica que o Setor de Obras, que faz o reparo dos aparelhos, está com muitas atividades.

"São mais de 60 academias espalhadas na cidade e a manutenção deve ser solicitada, por ofício, à Secretaria. E, até o momento, não chegou nada aqui", diz Azevedo.

Arquivo comunitário

01/09/2010 - Academia de ginástica no Santa Paula possui apenas quatro aparelhos em funcionamento