Os funcionários dos Correios poderão deflagrar greve nesta quarta feira, dia 17, a partir das 22 horas. Os chamados “ecetistas” não aceitaram a proposta de 6,5% de reajuste feita pela Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT).

Além da reposição da inflação registrada no período (6,4%), os trabalhadores reivindicam 8% de aumento real e 11,93% relativos às perdas salariais do plano real, um reajuste linear de R$ 300 para toda a categoria e piso salarial de R$ 3.079 (Dieese).

As reivindicações também incluem o pedido de aumento no valor do vale-alimentação dos atuais R$ 28 para R$ 40 por dia e no valor do vale-cesta de R$ 158,45 para R$400.

Na negociação entram ainda, segundo o Sintcom-PR, propostas de melhoria nas condições de trabalho, como a contratação de mais funcionários, jornada de seis horas para os atendentes comerciais e mais segurança nas agências e para a entrega das correspondências.