O projeto Leitura Grátis, mais conhecido como Pega Ai, completa três anos desde que foi implantado em Ponta Grossa. O evento trouxe o palestrante gaúcho, Jorge Martins, com a fala chamada “Falando Verdade”. Com o objetivo de incentivar a leitura pelo município, para participar do evento era necessário levar um livro e ainda organizou palestras motivacionais no Centro Socioeducativo de Ponta Grossa e na Penitenciária Estadual.

O palestrante Jorge Martins conversa com os participantes do evento sobre sua vida enquanto morador de rua


A voluntária do projeto, Luciamara Maeda, conta que se encantou com o projeto desde a primeira vez. “O objetivo é causar uma transformação social através da leitura”, enfatiza Maeda.

O projeto funciona para fazer a leitura circular, ela explica que é levar livros que estão sem leitores, para leitores que estão sem livros.

O evento ocorreu no auditório da UEPG, no dia 7 de julho, às 19h. Contou com a apresentação do projeto e ainda da nova campanha publicitária. O estudante de direito da UEPG,

Rafael Freitas, afirma a importância do projeto e como isso se expões no evento. “A palestra mostrou que se deve acreditar mais no que a leitura pode fazer com a sua vida, além de incentivar a ler”, realça.

O projeto lançará com a ajuda da DAF Caminhões Brasil e Viação Campos Gerais, a sexta edição do livro “Meu Nome é Jorge”, com três mil exemplares impressos em Ponta Grossa.

“Estamos prestes a contar com o título de entidade de utilidade pública” conta durante o evento o professor idealizador do projeto, Idormar Cerutti.  Ele complementa que um dos maiores objetivos é chegar a marca de 345 mil livros, o que seria um livro por pessoa no município de Ponta Grossa. “Pensamos em contratar atores famosos (para a comemoração de aniversário), mas o cachê não permitiu”, brinca.

A palestra se centrou em uma conversa com o público sobre a história da vida de Jorge Martins e de como o estudo e a leitura fizeram com que ele crescesse profissionalmente e pessoalmente e, sobretudo, conseguisse um lugar melhor para morar do que a rua.

A imagem mostra parte da orquestra tocando na abertura do evento
A abertura do evento obteve a participação musical de parte da Orquestra Sinfônica para celebração do aniversário do Pega Aí

Salvar

Salvar

Salvar