Imprimir

Em petição, membros do movimento "Ponta Grossa pela Cultura'' solicitam que pelo menos 1% do orçamento do município seja empenhado na área.

Cartazes foram colocados no local, alguns utilizando a hashtag criada pelo Movimento, #PGpelaCultura (Foto: Mayara Mirante)

A gestão municipal da cultura tem sido objeto de crescente preocupação por parte dos integrantes do movimento ‘PG pela Cultura’. No último mês de setembro, o movimento iniciou a petição online ‘Candidato: Promova a Cultura na cidade de Ponta Grossa’. O objetivo é buscar o comprometimento do poder público com o setor cultural da cidade

 A petição, que já conta com 70 assinaturas,  elenca dez compromissos com a cultura.

 

O movimento, que tem como objetivo chamar a atenção do poder legislativo para o setor cultural, realizou duas manifestações na Câmara Municipal de Ponta Grossa. Na tribuna realizada no dia 05 de setembro, os participantes do movimento e o público em geral tiveram a oportunidade de discutir as pautas que norteiam o desenvolvimento da cultura no município.

Participante do movimento, o professor Ben-Hur Demeneck foi convidado para ser o porta-voz do Conselho Municipal de Cultura de Ponta Grossa durante a sessão da Câmara. Em sua fala, ele apontou alguns “descasos com a cultura’’ como a ausência de uma lei de registro de patrimônio imaterial.

O integrante do movimento, Ben-Hur Demeneck, durante a tribuna realizada na Câmara Municipal (Foto: Mayara Mirante)

Para os integrantes do movimento, os bens culturais passam despercebidos aos olhos do Poder Legislativo. “A iniciativa do movimento busca cobrar políticas que promovam a cultura a partir de projetos’’, ressalta Ben-Hur.

Para Cesar Saad, que integra a iniciativa, não adianta haver apenas uma série de propostas operacionais voltadas à cultura. “Têm sido levantadas discussões acerca das questões culturais em determinados espaços, como o Fórum de Cultura e o Congresso de Patrimônio. Porém, há um abismo de diálogos entre o que é discutido, nesses espaços, e o que é feito de fato’’, comenta.
 

Contratempos Culturais

Garantir a participação de atores culturais do setor literário na Feira do Livro é uma das demandas aprovadas pelo Fórum de Cultura. O documento, resultante do encontro realizado este ano, discorre sobre a importância da feirapara a formação de leitores e divulgação da produção local. A ressalva para esses itens acontece devido ao descumprimento, nas últimas edições, de um fundamentos principais, passando a minimizar, cada vez, mais o seu lado literário.

Para o escritor Phelip Willian, a Feira do Livro tem se tornado apenas um espaço dentro do Congresso da Educação. “Eu vejo isso como um problema, porque, embora o livro esteja em foco, o interesse de políticas públicas. naquele momento, é outro, tanto que os grandes nomes que são chamados são mais estudados na área da educação do que na literatura”.

No setor musical ponta-grossense, Nicolas Salazar avalia que existe uma falta de incentivoà produção na cidade. “Um dos grandes descasos com a nossa classe artística é, por exemplo, a pouca contratação dos artistas locais. Quando os artistas são convidados para fazer parte de algum evento, eles acabam não aceitando em forma de protesto a esse descaso, pois eles sabem que eles só vão ser ressarcidos depois de muito tempo”.

O documento final do Fórum Municipal de Cultura apresenta tal preocupação, incluindo dez demandas apenas para a melhoria da produção e da divulgação local. Dentro das propostas, aparece a disseminação do “trabalho solitário” dos músicos, implantando táticas de divulgação e de reconhecimento por meio de veículos de comunicação e festivais locais.

PG Pela Cultura

O Guia explicativo do Movimento PG pela Cultura destaca o patrimônio imaterial, propondo uma legislação municipal para o seu registro.

Para o  movimento, o Festival Nacional de Teatro Amador (Fenata) é um grande exemplo de patrimônio imaterial ainda não reconhecido. Em atividade desde 1973, o Festival possui poucos documentos que ajudam a contar a sua história. O mais recente deles é o livro “Festival crítico: uma década escrevendo sobre o Fenata”, do jornalista Hélcio Kovaleski.

Apresentação de Teatro de Rua realizada na 43ª edição do Fenata (Foto: Marina Semensatti)

“O Fenata é uma identidade para Ponta Grossa, muitos conhecem a cidade por causa de sua relevância para a cena teatral nacional”, explica Hélcio, que também é conselheiro de Artes Cênicas em Ponta Grossa. “O festival já recebeu mais de 1.500 grupos teatrais, no meio disso estavam importantes nomes como Grande Otelo, Bibi Ferreira, Ary Fontoura e Paulo Autran”.

Mas como pensar o patrimônio imaterial da região de Ponta Grossa? Para o integrante da Associação de Preservação do Patrimônio Cultural e Natural (APPAC), Leonel Brizola,  a cultura é um dos fatores que definem o patrimônio de uma cidade.  A preservação dessa cultura, segundo o pesquisador, contribui para o reconhecimento e estabelecimento da história da cidade.

Políticas Futuras

O acesso à cultura, a reavaliação das políticas culturais e a valorização da tradição popular aparecem nas novas demandas para as eleições de 2016. Com foco nessa temática, a equipe de reportagem do Portal Comunitário, avaliou as propostas de governo para a cultura dos candidatos à prefeitura de Ponta Grossa.

Para o candidato a prefeito de Ponta Grossa, Aliel Machado (Rede),é preciso oferecer suporte para as produções culturais. O patrimônio histórico, cultural e paisagístico aparece em sua campanha para que se definam critérios de preservação. Fortalecer conselhos, criação de selos culturais e a integração de eventos acadêmicos com a sociedade são outras de suas propostas para o setor.

Disputando a reeleição, Marcelo Rangel oferece para o setor cultural o projeto “Constelação”, que consiste na descentralização da cultura. Nesse tema, o candidato apresenta projetos como o “Circo da cultura”, que levará apresentações de artistas para bairros distantes. Marcelo reforça que a cultura, em Ponta Grossa, não deve se limitar ao Cine-Teatro Ópera.

 

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Categoria: Cultura
Acessos: 1024