Faz um ano que venho escrevendo comentários sobre a produção jornalística do Portal Comunitário, com muito orgulho. Como leitora, e como defensora dos leitores, me indignei com algumas abordagens, senti falta de uma e outra perspectiva ou informação, mas o que mais vi foi evolução e inovação. Novos quadros, novas mídias, ajustes, aprimoramentos e amadurecimento.

 

 

Tomo como emblemática uma notícia desta última semana, sobre a pavimentação de ruas na Vila Neri e Castanheira. Como já disse muitas vezes, gosto da combinação denúncia-anúncio e valorizo o acompanhamento jornalístico sobre os problemas abordados no Portal, seja para apresentar as soluções dadas, seja para manter a crítica e já dizer que, além de asfaltar, será necessário oferecer manutenção. Continuo sentindo falta que uma matéria como essa tenha um parágrafo de história, que recupere a informação de outras reportagens já feitas no local, pois nem todo leitor vai clicar nas notícias anteriores para fazer essa leitura.

Fazendo um balanço de memória, tendo a dizer que, nesse ano, houve dois momentos marcados; um primeiro em que associações e ONGs tiveram muito destaque e outro, em que as reportagens focaram mais nos bairros. Um tema e outro nunca ficaram ausentes, mas tenho a impressão que houve predominância destes últimos em tempos mais recentes. Reforço que não fiz nenhuma estatística; é minha pura impressão como leitora.

Por outro lado, isso reflete um passo que, a meu ver, o Portal ainda pode dar, que é estabelecer mais conexões entre os vários atores que aparecem nas reportagens. Até agora, normalmente, uma matéria sobre uma associação fala dela, de seus beneficiados, de sua ação. Outra, sobre um bairro, fala sobre um problema bem demarcado ali. A abordagem política predomina em uma seção específica. E, na vida real, esses atores não estão isolados, muito menos seus problemas e suas soluções. Penso que os repórteres podem usar ainda melhor o banco de fontes que vem sendo construído no belo trabalho feito pelo Portal Comunitário.

Finalmente, como este é meu último comentário em série regular, quero dizer que admiro muito todos os envolvidos ao projeto do Portal Comunitário: os professores porque estão fazendo do ensino em Jornalismo algo prático, moderno, flexível às exigências do tempo, ao mesmo tempo em que propiciam aos alunos uma perspectiva fantástica de prática profissional diretamente associada à vida da cidade; os alunos-repórteres, que estão construindo um veículo de grande qualidade, que enriquece o panorama jornalístico de Ponta Grossa e mostra a todos os profissionais quantos ângulos mais são possíveis em uma notícia.

Ana Cristina Suzina