O Portal é um dos meios de comunicação que mais dá visibilidade às lutas trabalhistas em Ponta Grossa. Nos últimos dois meses foram dezenove notícias publicadas de diversos sindicatos de trabalhadores da cidade.

 

Os destaques da produção da seção Sindicatos em 2013 são as reportagens especiais “Após aumento salarial, Sindserv busca novo plano de carreira para professores” e “BRF intensifica demissões e Sindicato aponta greve como causa das dispensas”.

Embora apresentem mais informações que as demais notícias do site, ambas apresentam alguns problemas. Na reportagem do Sindserv há um áudio que ficou deslocado na página inicial da reportagem. Se o internauta o acessa da primeira página não consegue identificar quem é o entrevistado, nem o contexto das informações. Os textos da reportagem possuem excesso de vírgulas, as quais atrapalham a leiturabilidade. Esta frase é um exemplo: “Para isso, elegeram-se, por aclamação, uma comissão composta por quatro professores, dois do ensino fundamental e dois do infantil, e seus suplentes”.  

Na reportagem também há muita repetição de palavras. “Aumento” é mencionada quatro vezes em apenas um parágrafo no primeiro bloco. O Editorial deixa um questionamento acerca do posicionamento de vereadores em relação aos projetos de leis que foram atrelados, no entanto a reportagem ouve apenas um membro da Câmara Municipal. Nesse caso faltou pluralidade de vozes - fundamental no jornalismo. A reportagem também poderia prestar o serviço de mencionar a lista de quem foi favorável e quais vereadores desaprovaram.

A reportagem especial sobre as demissões na empresa Brasil Foods (BRF) se destaca pelo aprofundamento das informações nos blocos secundários. Os textos sobre o histórico da greve e o trabalho repetitivo apresentam um esforço em ampliar as discussões acerca do tema. Com menções à legislação, a reportagem informa e alerta os trabalhadores acerca dos seus direitos.   

Contudo, uma falha na reportagem sobre os funcionários do frigorífico é a ausência de informações sobre o encaminhamento que o sindicato realizou. Quais atitudes foram tomadas após as denúncias apresentadas?

De modo geral, o Portal Comunitário apresenta uma cobertura jornalística satisfatória das demandas trabalhistas em Ponta Grossa. Porém, o projeto perdeu a oportunidade do dia do Trabalhador para colocar essa temática em evidência. Existiu apenas uma nota sobre um seminário realizado na Câmara de Vereadores, mas não foi noticiada a cobertura após o evento. O Portal poderia aproveitar a data e apresentar uma reportagem direcionada aos trabalhadores de modo geral, não apenas a uma determinada categoria. No dia primeiro de maio também foi o marco dos 70 anos da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), essa discussão não foi pautada.  Poderia também discutir o reajuste do salário mínimo regional, a nova legislação dos trabalhadores domésticos, entre outros temas nacionais que têm ampla influência sobre o cotidiano e a cidadania dos moradores da cidade.