Imagem: Divulgação (www.etv.tv.br)

Diante do anúncio do fechamento da Fundação Educacional de Ponta Grossa (Funepo), representantes do Conselho de Curadores divulgaram uma nota de repúdio à decisão do prefeito reeleito de Ponta Grossa, Marcelo Rangel. Veja, a seguir, a íntegra do documento:

"O Conselho de Curadores da Fundação Educacional de Ponta Grossa (Funepo), na figura dos representantes abaixo relacionados, manifesta contrariedade e preocupação aguda em relação aos recentes anúncios do prefeito municipal, noticiados pela imprensa, em relação ao funcionamento e ao futuro da TV Educativa.

Junto ao anúncio do novo quadro do secretariado municipal na tarde de sexta-feira (30/12/2016), a gestão Marcelo Rangel comunicou o fechamento da Funepo e o encerramento da produção de conteúdo próprio por parte da TVE em Ponta Grossa, restringindo-se à retransmissão de sinal da TV Cultura.

Os conselheiros repudiam a atitude deliberada e arbitrária por parte da Prefeitura sem qualquer consulta ao Conselho de Curadores da Funepo, ao contrário do que prevê o Estatuto da fundação em seu artigo 22, inciso IX, que estabelece que cabe a este Conselho "deliberar sobre proposta de extinção da Fundação pela iniciativa do Poder Executivo Municipal".

Enfatizamos que em nenhum momento o Conselho de Curadores da Funepo recebeu qualquer proposta da Prefeitura Municipal de Ponta Grossa em relação a mudanças estruturais na TV Educativa ou mesmo de eventual extinção da Fundação. Desse modo, os anúncios do prefeito carecem de legitimidade e de base legal, o que causa preocupação e contrariedade a este Conselho - ciente e zeloso dos pertinentes serviços historicamente prestados pela Funepo e pela TVE à sociedade ponta-grossense nas áreas da educação, da cultura e da comunicação pública".

Ponta Grossa, 30 de dezembro de 2016.

Rafael Schoenherr
Nelson Silva Júnior
Hebe Gonçalves
Wilson Kaminski
Hewerton Luis Lisboa
Neomil Macedo
Karina Janz Woitowicz
Michele Oliveira

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar