Uma entidade independente tem essa denominação por se manter financeiramente sozinha e tomar atitudes por conta própria. Mas quando um membro deste grupo passa a ter um cargo de confiança na administração municipal, a independência não permanece como tal.

Relações estreitas formam a ligação entre a União das Associação de Moradores de Ponta Grossa (UAMPG) e a Prefeitura Municipal, onde o presidente licenciado assumiu recentemente a Assessoria de Assuntos Comunitários e trabalha junto ao prefeito da cidade.

Tanto a diretoria da entidade como o assessor veem a medida como positiva, para poder ajudar os bairros tanto da parte da sociedade civil (UAMPG) quando da forma pública (prefeitura). De certa forma, as associações de moradores são responsáveis por levar os problemas às autoridades para tentar saná-los.

Com esse novo estreitamento de laços entre a entidade e a administração municipal, o que se espera é que as questões dos bairros sejam melhor compreendidas e cheguem mais facilmente aos ouvidos de quem realmente precisa conhecê-las: aqueles que são capazes de resolvê-las.

Vale ressaltar também a importância da autonomia dessas associações. A proximidade com as autoridades municipais deve ser uma ponte para que os grupos consigam visibilidade e soluções para os problemas, e não uma forma de criar laços de conchavo, como uma maneira de aproximação para evitar críticas.

Reportagem relacionada

Laços mais estreitos entre UAMPG e prefeitura depois que presidente assumiu cargo público