altO benefício é oferecido aos filhos dos trabalhadores afiliados. Para receber, as crianças devem estar regularmente matriculadas no ensino fundamental. "É muito bom. A gente evita de comprar certas coisas", diz Valéria Ferreira.  
   

Mochila, dois cadernos de 96 folhas, caderno de desenho, caneta azul e vermelha, quatro lápis, borracha, apontador, régua e lápis de colorir. A partir de janeiro, os filhos de funcionários dos postos de combustíveis já podem começar a organizar o material para a volta às aulas. Os materiais acima fazem parte do kit escolar distribuído a cada ano pelo Sinpospetro PG.

Segundo a auxiliar administrativa Kasue Takasugi, a meta para 2009 é distribuir aproximadamente 1.000 kits escolares.

 “É um incentivo à criança e uma ajuda financeira para os pais. Além de ser um retorno do próprio dinheiro investido pelo trabalhador na mensalidade do sindicato”, afirma.
 

Para ganhar o benefício, as crianças devem estar matriculadas até a 8ª série do ensino fundamental. Em Ponta Grossa, a maioria dos filhos dos frentistas cursam da 1ª a 4ª série. 

A mãe Valéria Rucinski Ferreira já recebeu o kit em 2008. Em 2009, ela retira o material para um dos filhos, que logo estará na 6ª. “Eu tenho dois filhos, e um só estudando. Eu acho muito boa a idéia”, diz.  

A distribuição oficial está marcada para o final de janeiro, junto à assembléia realizada para discussão a respeito do reajuste salarial. Os pais que não puderem comparecer podem buscar o presente na sede do Sinpospetro, que fica na Rua Santos Dumont, nº 1280.

alt