Segundo o presidente do Sindicato dos Frentistas (SinpospetroPG), Jacir Fermiano dos Santos, os trabalhadores tiveram maior interesse nas questões que envolvem os interesses da base, esse ano.

 Um dos motivos desse aumento significativo, segundo o presidente é resultado de atividades desenvolvidas pela direção do sindicato no que se diz respeito as visitas nos postos, que aconteceram durante todo o ano, principalmente nos meses de Maio e Junho, quando houve a possibilidade de greve na categoria.

De acordo com o diretor do sindicato dos frentistas, Danilo Kieltika, 2013 foi um dos anos em que houve maior número de participação da base nas reuniões e assembleias.

“Outro fator que foi importante é a distribuição de material informativo para os frentista, que possibilitam um maior entendimento sobre o que está acontecendo, além de que eles mesmos vão repassando este material”, complementa Jacir.

No início do mês de novembro, o Sinpospetro PG lançará mais uma edição do periódico sindical PETROLUTA, material informativo sobre as questões da classe. O jornal será distribuído em 60 cidades da região. Para o fim do ano de 2013, o sindicato pretende organizar uma confraternização com cerca de 400 pessoas, incluindo sócios e suas famílias.

Para o frentista, Samuel de Souza, que ocupa essa profissão há 26 anos, a participação dos trabalhadores vem aumentando, porém, de forma lenta. “Um dos motivos, da maioria dos frentistas é o medo dos patrões, mas isso já vem sendo superado de uns anos pra cá”, relata.

Arquivo Comunitário:

17/10/13 - SinpospetroPG alerta base para o recebimento do PLR