A partir da próxima semana, o Sindicato dos Frigoríficos de Ponta Grossa, faz a divulgação da cartilha sobre a Norma Regulamentadora Nº 36. Durante todo o mês de outubro, os órgãos responsáveis entregarão o material em todas as empresas ligadas a Federação dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação no Estado do Paraná (FTIA PR).

 

 

A norma que regulamenta o trabalho nos frigoríficos, conhecida como a NR 36, foi sancionada em abril deste ano. A Confederação Nacional dos Trabalhadores da Alimentação da CUT (CONTAC) lutou pela aprovação da norma por cerca de 15 anos. Houve mobilizações em todo o território nacional para que a NR fosse finalmente aprovada pelo governo brasileiro.

Depois que o Ministério do Trabalho aprovou a norma, ela dispôs de seis meses para ser aplicada nas indústrias frigoríficas, segundo o presidente do Sindicato dos Frigoríficos, Luis Pereira dos Santos. “A partir desde mês todas as empresas devem cumprir as normas aprovadas”, explica Luis.

O objetivo da norma é estabelecer os requisitos mínimos para a avaliação, controle e monitoramento dos riscos existentes nas atividades desenvolvidas nas indústrias frigoríficas. “A norma é específica para reduzir doenças ocupacionais, como tendinite, LER, Síndrome do Túnel do Carpo, entre outros”, conta o presidente do Sindicato.

Segundo a CONTAC-CUT é claro os benefícios que as pausas no trabalho trazem para o corpo humano, e o ritmo de trabalho é uma questão que precisa ser melhor discutida. Busca-se mecanismos e objetivos para impedir que empresas submetam trabalhadores a velocidade de linha de produção acima do que a capacidade humana pode suportar. Estes e outros pontos estão especificados na cartilha entregue aos trabalhadores.

Arquivo Comunitário: Sindicato dos Frigoríficos acompanha situação no Matadouro Municipal