No Dia Internacional Contra a Homofobia, o Grupo Renascer promoveu um encontro para celebrar a data e debater o assunto com os integrantes e simpatizantes do movimento. A reunião aconteceu na sede da entidade defensora das causas GLBTT.

A quarta edição do encontro trouxe como convidado especial Denis Musial, assistente social da cidade de Irati. Denis fez uma palestra sobre a questão do gênero e sua relação com a homofobia. A entidade promove o evento no dia 17 de maio desde 2010.

Cerca de 40 pessoas foram reunidas no local para ouvir o palestrante. Entre o público estavam, além dos participantes do Renascer, alunos do curso de Serviço Social e Geografia da Universidade Estadual de Ponta Grossa, duas representantes GLBTT na Espanha. Elas souberam das atividades e vieram conhecer a entidade e simpatizantes do movimento.

Denis tratou a questão de gênero, afirmando que a sociedade impõe comportamentos e normas para definir a sexualidade do indivíduo e que essa imposição já começa desde a infância.

“Dizem que o preconceito vem de si mesmo, mas é a pressão da sociedade que faz com que a pessoa se sinta diferente. Se saímos do modelo considerado ‘normal’, somos inferiores e não nos encaixamos”, diz.

Ao final da exposição, o palestrante organizou uma oficina. Dividiu o público em pequenos grupos e orientou que cada um deles pensasse estratégias e ações para melhorar as políticas públicas em relação às GLBTT’s.

Dentre as sugestões levantadas estão: criação de leis estaduais e municipais direcionadas à classe, capacitação pedagógica para que professores saibam tratar do tema em sala de aula e a união da própria classe GLBTT.

Débora Lee, ativista do movimento, representou o presidente da entidade, Israel Bandeira, que não pôde comparecer. “Para nós, o dia contra a homofobia é todos os dias, para que a sociedade nos aceite e possamos ter um futuro melhor”, afirma Débora.

Arquivo Comunitário

24/06/2012 - Entidade reúne travestis e homossexuais em data contra homofobia