Os abolicionistas veganos da AVEG em Ponta Grossa realizaram no sábado (15) o encontro de abertura das atividades do grupo em 2014. O evento ocorreu no bloco B da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) e teve a participação de 16 pessoas ligadas ao movimento que defende os direitos dos animais.

 

A AVEG iniciou o evento com uma apresentação do grupo e em seguida abriu debate sobre sobre veganismo, exploração animal e direitos animais. Entre as propostas dos abolicionistas veganos está o ativismo pacífico, educação e combate não violento à exploração animal.

“Nós fizemos o encontro para colocar o nosso movimento em discussão e nos conhecermos melhor”, disse William Lobo, um dos integrantes do grupo, que complementa: “o movimento vem crescendo em Ponta Grossa porque assuntos têm entrado em pauta, assim como o acesso a produtos veganos aumentou nos últimos tempos”.

Além do público pontagrossense, o encontro atraiu também pessoas de fora da cidade, como Diogo Rentz, de 16 anos, que veio de Piraí do Sul para participar do evento: “o que me motivou a participar foi que na minha cidade eu não tinha estímulo para entender melhor o veganismo, então resolvi vir para Ponta Grossa ampliar os horizontes”. Para ele, o saldo da viagem foi positivo: “foi proveitoso porque eu nunca tive contato com tantas pessoas veganas, e é o primeiro de muitos que desejo vir”.

O veganismo é uma filosofia de vida com base nos direitos dos animais que boicota qualquer produto ou alimento que contribua com o sofrimento ou exploração animal, seja na alimentação, vestuário ou entretenimento. Os veganos não consomem qualquer tipo de carne, laticínios, ovos ou alimentos de origem animal. Entre as maiores conquistas da AVEG em Ponta Grossa estão a suspensão na realização de feiras de filhotes e restrições em rodeios e circos na cidade.