Além de roupas, o bazar também vende utensílios domésticos

O grupo Au Mi Au promove até a próxima sexta-feira, dia 07, um bazar em prol de animais resgatados das ruas e vítimas de maus tratos e abandono. Dentre as opções, o evento oferece a venda de roupas e utensílios domésticos. O preço máximo das mercadorias é R$10.

Esta é a terceira edição do bazar. A arrecadação do dinheiro é destinada à compra de alimentação e de casinhas, bem como ao pagamento das clínicas responsáveis pelas castrações dos animais. O grupo de protetores independentes atende em torno de 100 animais, entre cães e gatos.

A integrante do grupo, Franciele Rodrigues, explica que, por se tratar de um grupo de protetores independentes, a arrecadação de dinheiro não surge da renda familiar. Segundo ela, é preciso reunir esforços para que a causa continue. A realização de bazares é uma das medidas escolhidas pelo grupo.

Há mais de cinco anos atuando como protetora independente, Maria Maluta explica que a utilização das redes sociais facilita para a divulgação e diálogo entre parceiros. Além dos pedidos de socorro aos animais e filhotes abandonados, foi possível receber doações para a realização do bazar.

Bruna Durante soube da realização do bazar pelo Facebook e parabeniza o grupo pela iniciativa. Ela considera o bazar uma forma de comunicação com a comunidade, que serve não apenas para arrecadar fundos para a causa, mas também para conscientizar. Ela cuida de sete animais adotados em casa e convida as pessoas para participar.

O bazar acontece na Rua Coronel Dulcídio, 821, no Centro de Ponta Grossa, próximo ao Clube Verde e à Casa Arnel. O horário de funcionamento é das dez da manhã às seis horas da tarde.