O grupo de Abolicionistas Veganos e o Coletivo Feminista Corina Portugal apresentaram atividades que colocaram em pauta a relação entre o feminismo e o ecofeminismo, num evento que ocorreu na UEPG. Quem ministrou o curso foi Daniela Rosendo, formada em Filosofia pela Universidade de Joinville (UNIVILLE) e mestre em filosofia política e ética pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).


O objetivo foi apresentar a filosofia ecofeminista através de duas teóricas da área, Karen J. Warren e Carol Adams, e entender e explicar as relações de grupos em situações vulneráveis, como crianças, mulheres, negras, negros, animais e natureza.

O curso teve quatro pontos de discussão: o primeiro tratou o gênero e ecofeminismo, o segundo a filosofia ecofeminista, o terceiro a ética e o último foi destinado à reflexão das pautas apresentadas. O evento aconteceu na UEPG Central, no dia 27/07, das 9 às 12h e das 13h às 17h.

Arquivo comunitário:

20/06/2012 - Coletivo Corina Portugal e AVEG trabalham em parceria

O grupo de Abolicionistas Veganos (AVEG) de Ponta Grossa promove, mensalmente, Atos Pelos Direitos dos Animais. As manifestações costumam acontecer no primeiro ou segundo sábado de cada mês.

O grupo de Abolicionistas Veganos, AVEG, e o Coletivo feminista, Corina Portugal, reunem-se para elaborar ações ecofeministas na cidade. Grupos devem trazer a professora Daniela Rosendo, de Joinville, para ministrar palestras de formação na área.

Na manhã de 11 de maio, véspera do dia das mães, o grupo Abolicionistas Veganos (AVEG) de Ponta Grossa promoveu ato pelos direitos animais. O tema do ato foi “Porque o direito de viver é para todas as mães”, para aproveitar a data. O evento aconteceu das 9h00 às 12h30, ao lado do Terminal Central de ônibus da cidade.

Projeto de lei pretende achar solução para os animais nas ruas e maus tratos. Um requerimento com solicitação de dados sobre o assunto para a elaboração do projeto já foi enviado à Prefeitura, enquanto a Comissão do Meio Ambiente da Câmara discute problemas do lixão.

No início de maio de 2013, o Tribunal de Justiça negou a apelação da organização do 17º Rodeio Crioulo, realizado em 2011. Na ocasião, o Grupo Fauna de Proteção aos Animais entrou com uma ação para que não houvesse maus-tratos aos animais durante o evento. 

Uma liminar da Justiça proibiu a prova da gineteada, mas as provas com laço foram permitidas desde que não machucassem os animais. O Vice-Patrão do CTG Rancho Alegrete, Gilmar Bittencourt, ressalta que isso não atrapalhou o andamento do Rodeio.

O Grupo Fauna obteve, nesta sexta-feira, dia 05, uma liminar na Justiça que proíbe o uso de objetos de tortura nos animais durante o Rodeio Crioulo de Ponta Grossa. Caso a medida seja desrespeitada, a multa diária é de R$ 30 mil.

altNo último sábado, dia 23, o Grupo Abolicionistas Veganos (AVEG) e o Grupo Fauna realizaram uma concentração ao lado do Terminal Central de Ônibus. O objetivo do ato foi educar e conscientizar a população sobre a comercialização de animais domésticos.

O Grupo de Abolicionistas Veganos (Aveg) se reuniu na sede do Diretório Central Estudantil (DCE) nesta segunda-feira, a fim de definir diretrizes para o seu  próximo evento do grupo. Estiveram presentes cinco membros, que discutiram maneiras de aumentar a visibilidade do ato “Vida Não é Mercadoria”.