No Dia do Capoeirista, 03 de agosto, alunos, pais e admiradores do esporte acompanharam as atividades no Centro de Cultura. O grupo Movidos pela Capoeira realizou, a partir das 14h, a cerimônia de troca de cordas dos alunos e a consagração dos mestres de capoeira.

O grupo existe há três meses e têm 130 alunos. O mestre Splinter (Jefferson Pinheiro), consagrado na cerimônia, explica que não existe um tempo exato para permanecer com uma determinada corda e que esta troca está relaciona com treinamento do capoeirista. “Para que seja feita a troca de corda precisamos estar de acordo com a Federação Brasileira de Capoeira”, esclarece.

Já o Mestre B2 é do grupo de capoeira Usbrac, de Santo Antônio da Platina. Ele veio fazer a consagração do mestre Splinter. B2 destaca a falta de incentivo ao esporte: “Em Ponta Grossa tem muito mais apoio, onde dou aula é mais difícil. Não temos vínculo com a prefeitura, é um projeto social que faço”, explica.

Maria Lucia tem três filhos que participam da capoeira. Durante o evento, ela auxiliou os professores do grupo a cuidar das crianças. “O esporte ensina muito a disciplina, tira as crianças da rua, além de ser uma defesa pessoal”, acredita Maria Lucia.

As aulas do Movidos pela Capoeira acontecem em três locais:

  • na Associação de Moradores Parque Nossa Senhora das Graças, às terças e quartas-feiras;
  • na Associação do Santa Lúcia, às terças e quintas-feiras,
  • e na Igreja Evangélica Deus é Para Todos, no Jardim Boa Vista, às quintas, sábados e domingos.

Em todos os dias e locais, as aulas começam às 19h e terminam às 21h.

 

 Arquivo comunitário
27/11/2008 - Ilê de Bamba comemora primeiro Dia Municipal da Capoeira