Jovens executam ação de panfletagem no câmpus Ponta Grossa da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (Foto: Divulgação)

 

'Ajudar está no sangue' é uma iniciativa do capítulo Ponta Grossa da ordem Demolay e grupo Nexa, que incentiva a doação de sangue na cidade. A iniciativa promove panfletagem e informações em universidades, colégios, cursinhos e terminais, buscando alcançar principalmente os jovens, segundo os organizadores.


Murilo Gonçalves, membro da Ordem Demolay, conta que, no ano retrasado, com apoio de outros grupos de jovens, foram mais de mil doações no período de duas semanas. Ele relata, ainda, que acontece um "desafio de doação": o doador "desafia" outras pessoas a doarem, com objetivo de aumentar o número de doações.

Mariana Sequinel, vice-gerente geral do grupo Nexa, reforça a importância da participação dos jovens nas campanhas e na doação. "Nós do Nexa e os Demolay, como grupos de jovens, vemos neles um potencial para fazer a diferença. Tentamos passar para eles essa importância", diz. O Nexa é o Núcleo de Ex Achievers da Junior Achievement de Ponta Grossa, que reúne jovens que participaram do Programa Miniempresa. A ordem Demolay é uma organização juvenil de fins filantrópicos existente em todo o mundo.

Mariana ressalta que a doação acontece rapidamente e é fácil, mas que se a pessoa, por alguma razão, não pode ou não quer doar, eles pedem que ajudem na divulgação dessa causa. "Quanto mais pessoas forem impactadas, mais teremos doadores e disponibilidade de ajudar o próximo. É gratificante não só para nós, mas para todos que participam", diz. "Essa é a mensagem que a campanha quer passar: o mundo precisa de amor e de ajuda ao próximo", reforça Mariana.

A iniciativa, segundo Mariana, também busca uma reflexão. "E se fosse você ou alguém da sua família que precisasse de doação?" é a pergunta que ela conta que é feita para demonstrar a importância dessa colaboração. Mariana defende que esse tipo de questionamento e reflexão ajuda a 'convencer' a pessoa a doar.

Lucas Malaquias é ex gerente de recursos humanos do Nexa e doador de sangue e defende essas ações como parte das mais importantes no voluntariado. "Eu acho que essas campanhas são de extrema importância porque colocam o assunto em discussão em meios em que isso não é tão discutido", diz. Para ele, a doação de sangue é uma forma de "ajudar o próximo" que deve ser mais discutida e valorizada. "Hoje a gente doa pra alguém que precisa, um dia a gente pode precisar dessa doação", acrescenta.

O estudante José Henrique Roquette defende que a doação de sangue é “uma forma de fazer a diferença na vida de uma pessoa, mesmo que indiretamente”. Para ele, é preciso melhorar as ações. “As campanhas não mostram a importância real de doar sangue, nem como é o procedimento”, explica.

O Hemepar fica na rua General Osório, número 427, esquina com a Rua Coronel Dulcídio. O horário de funcionamento é de segunda a sexta-feira, das 7h às 17h30min.

Salvar