A Prefeitura retém as verbas para realizar melhorias no conjunto Baraúna por falta de presidência na Associação de Moradores. A última gestão, que renunciou ao cargo em agosto do ano passado, registrou reivindicações dos moradores, que foram levadas através da União das Associações dos Moradores de Ponta Grossa (UAMPG) para a Secretaria de Planejamento.  

“Ninguém quer assumir a associação por conta das dívidas deixadas por gestões de vários anos atrás, e, sem uma presidência, as verbas ficam retidas na Prefeitura”, explica a secretária de uma das gestões anteriores, Edna Mara Rodrigues de Paula. A diretora geral da UAMPG, Lusinete do Rossil dos Anjos, aponta que já foi criado um edital para eleição de uma presidência para a Associação em abril, mas nenhum grupo se registrou até o momento.

Arquivo Comunitário:Bairro Jardim Carvalho tem novo conjunto residencial