Nesse sábado, 8 de junho, começaram as festividades em homenagem a Santo Antônio, uma tradição que leva fiéis às ruas de Ponta Grossa para comemorar a data. Esse santo, que normalmente é representado carregando o menino Jesus em seus braços, ficou realmente conhecido como "casamenteiro", e é sempre o mais invocado para auxiliar moças solteiras a encontrarem seus noivos.

A Paróquia de Santo Antônio, localizada no Jardim Carvalho, comemora junto à data festiva (que originalmente é no dia 13/06), os 60 anos de tradição na cidade. São dois dias de festa, que contam não só com comidas juninas, mas também com missas, leilão, bingo e bazar.

Organizador do evento, seu José Mario Katapan, 64, enaltece o quão é importante realizar a festa. “Junto ao devoto do santo, queremos também ser gratos às graças recebidas e espalhar o amor para a comunidade”, completa.

A Igreja do Rosário também é referência nas festividades do santo. Isso porque, como explica a dona de casa Adriana da Silva,  ela vende o bolo mais gostoso e casamenteiro de Ponta Grossa.

“Nesses 10 anos de festa junina do Rosário, o importante não é só a parte financeira, mas também a oportunidade de encontro da comunidade e trabalho em conjunto”, comenta o padre Edvino Sicuro.

A tradição do bolo foi implantada a partir de uma ideia baseada na paróquia de Curitiba, que colocava a imagem do Santo Antônio dentro de alguns pedaços, onde o “sortudo”, ao achar a medalhinha com a imagem, era gratificado com a benção do casamento.

“Já abençoei quatro casamentos em que os casais se conheceram aqui na festa do Rosário e, pelo menos um deles, achou a imagem do santo no bolo”, acrescenta o padre Edvino.

Esse ano, foram 5.030 pedaços comercializados, sendo 1.400 com a imagem do Santo Antônio. “Nosso grupo é formado por 35 voluntárias, que trabalharam em torno de 20 tardes", comenta a coordenadora Nena Alves Pinto.

De acordo com Nena, que esta há nove anos na organização, o trabalho para garantir o sucesso da festa vai desde cortar papel alumínio até fatiar e rechear o bolo. “Fazer o bolo é uma terapia, alimenta a alma e o coração”, finaliza a voluntária Ana Catarina Hass.

Serviço
No domingo (09) a Paróquia Santo Antônio inicia suas atividades ás 7:30h da manha com a Santa Missa pelos paroquianos falecidos, seguida de almoço e outras atrações a partir das 11h.

Arquivo Comunitário: Olho D'água São João Maria e sua tradição sociocultural em Ponta Grossa