Você já pensou no drama de morar em um lugar que não existe oficialmente? Para quase tudo o que vamos fazer precisamos colocar nosso endereço. Os moradores da “rua” Beira Rio não podem usufruir de serviços – muitas vezes básicos – porque não têm um endereço real.

Como legalizar uma rua? Veja o passo-a-passo

Pesadelo da vida real

 De acordo com o Caderno Estatístico do Município de Ponta Grossa, feito pelo IBGE no último senso (2010), a cidade conta com aproximadamente 106 mil domicílios. Desses, cerca de 31 mil não contam com pavimentação nem condições mínimas de tráfego de pedestres e veículos em suas ruas.


Parte da região da Vila Liane, no Jardim Carvalho, não possui pavimentação asfáltica e muito menos nomes nas vias. É o caso da rua “Beira Rio”, denominada assim pelos moradores do local. No mapa da cidade, o nome oficial do lugar é “Amadeu Maggi”, porém, as duas ruas são perpendiculares, portanto, diferentes.

Os moradores da viela contam que têm diversos problemas devidos à “falta” de endereço. “É ruim porque toda vez que a gente fala onde mora ninguém conhece, porque na verdade, esse lugar não existe”, conta Luana Carolina Siqueira da Silva, moradora da rua.

Ela explica que, toda vez que quer contratar serviços ou fazer cadastro em algum lugar, tem dificuldade em explicar onde reside. “Uma vez eu tentei instalar internet em casa, mas acabei desistindo porque a empresa não achava o lugar nunca”.

A situação se agrava mais ainda quando os moradores precisam de serviços como o Samu. Como os mesmos utilizam GPS para localizar os endereços onde são chamados, é impossível achar a Rua Beira Rio, já que ela não consta no mapa da cidade.

Em janeiro desse ano, o serviço foi contatado porque Gabriel Alves da Silva estava passando mal e precisava de atendimento. A ambulância demorou uma hora e quarenta minutos para chegar e Gabriel faleceu. A explicação para a família da vítima foi a de que não foi possível localizar o endereço.

Próximo bloco: Como legalizar uma rua? Veja o passo-a-passo 

Arquivo Comunitário
20/05/2013: Esgoto a céu aberto contamina a vida de moradores da Vila Vilela e região

13/06/2013: Projeto auxilia mulheres do Jardim Carvalho na geração de renda