altA recreação e o lazer também fizeram parte da festa do Dia do Trabalho do Sindicato dos Metalúrgicos de Ponta Grossa. Com diversas atividades para o público, o sindicato buscou transformar o 1° de maio em um dia de festa.

Os homens puderam participar de um torneio de futebol suíço. Várias empresas inscreveram seus times.

Os jogos eram por eliminação e cerca de 20 equipes disputaram o torneio. Os jogadores estavam uniformizados, defendendo a sua equipe. Alessando Puzio Silva, metalúrgico da Poliarte, que havia ganhado de quatro a zero, comentou que o time treina regularmente. “A gente se reúne para treinar e relaxar um pouco do serviço”.

Alisson Aurélio Martins, que trabalha na Metalsistem e estava se preparando para entrar em campo, considera a ideia de um torneio entre as empresas muito boa. “Assim, a gente treina com um objetivo, ganhar dos outros”, brinca. Ele também lembra que os uniformes são oferecidos pelas próprias empresas.

Outro meio de relaxar durante o evento foi a pescaria. O local ofereceu quatro tanques de pesca. Cada pescador poderia levar para casa três quilos de peixe.

Segundo Denoir Marins, organizador do evento, o objetivo era que quem pescasse mais dividisse com quem pescasse menos. “Muitas crianças vão tentar pescar e não vão conseguir, então, com a divisão, todos saem satisfeitos”, explica.
alt
 

Enquanto seu marido a observa, a esposa de metalúrgico Lassiléia de Deus pesca em um dos tanques. Ela já veio preparada de casa, trouxe as iscas e a vara de pesca, e a espera deu resultado: três tilápias.

“Prefiro três dias pescando do que três na praia”, compara. Para Vande Luiz Purpoto, a pesca ajuda a relaxar. “A gente relaxa da semana inteira de trabalho e ainda leva peixe para casa”, afirma
 
Próximo bloco
Os trabalhadores e sua história de luta

Bloco anterior
Mulheres e crianças tiveram espaço próprio de diversão