sindicato1-26-03-2012Trabalhadores de indústrias metalúrgicas participam de curso de aperfeiçoamento em mecânica básica oferecido pelo Sindicato da categoria. As aulas começaram na segunda-feira, dia 12.

O Sindicato dos Metalúrgicos começou no mês de março o curso de Mecânica Básica. As aulas são no período da tarde, na sede da entidade, localizada na Rua Rui Barbosa, 131, Centro. O curso vai das 13h30 às 16h30, para que os trabalhadores do turno da noite tenham a oportunidade de participar.

Para garantir a presença dos metalúrgicos, o Sindicato fez uma parceria com a Águia Sistemas, para disponibilizar um ônibus que busque os trabalhadores no curso e leve ao
trabalho. Do total de alunos, 90% são da empresa.

O metalúrgico José Sérgio Demenjon fala porque resolveu participar do curso. “A empresa está exigindo esta qualificação para subir de cargo, de auxiliar para operador. Quando soubemos que o sindicato iria oferecer, nos inscrevemos rapidamente”, explica.

O presidente do Sindicato dos Metalúrgicos, Mauro Cesar Carvalho Pereira ,conta que foram oferecidas 40 vagas, porém as inscrições excederam o número. “Tivemos mais procura do que o esperado, o que totalizou 47 alunos”, diz. Pereira comenta que além de mecânica básica, os trabalhadores têm aulas de cidadania e inclusão social. “Nós temos que desenvolver nosso papel de sindicato-cidadão. Tentar mostrar para o metalúrgico que queremos entender qual a necessidade dele e ele também saber qual o seu direito em relação à segurança, saúde e educação”, esclarece.

A carga horária das aulas totaliza 70 horas, sendo 30 de Metrologia e 40 de Leitura e Interpretação de Desenho mecânico. Uma empresa de treinamentos de Curitiba realiza o curso. Integrante da organização, Daniel Lazzarotto explica como funciona a dinâmica das aulas: “a cada módulo que o professor passa, eles vão fazer na prática. Principalmente as aulas de desenho, que vão ser feitos a mão”.
 
O Sindicato dos Metalúrgicos promove durante o ano cursos de mecânica básica, empilhadeira e solda. Para os  associados, os cursos são gratuitos, apenas é cobrada uma taxa da apostila que é material de apoio para as aulas. As inscrições são divulgadas no site, no jornal da entidade, no programa de rádio do Sindicato e nas empresas.

Veja também: Trabalhadores comemoram formatura no curso de solda

Sindicato oferece cursos profissionalizantes para metalúrgicos